Pesquisar neste blog:

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Em seu significado e contexto matrimonial o ato sexual é um belo e santo dom de Deus!

couple on the beach silhouette

Em seu contexto apropriado, Deus ama o sexo. Ele poderia ter escolhido a cegonha como meio de procriação, mas Deus tinha outros planos. Muitas vezes pode parecer que o assunto da castidade se resume a um grande “não”. Mas na verdade a castidade em um sentido mais profundo é um grande “sim”. Quando confiamos em Cristo e seguimos seus planos descobrimos o que o demônio tenta nos esconder.
Considere esse exemplo:
Muitos secadores de cabelo vêm com uma etiqueta que explica: “não usar perto da água”. Porque? – você pode se perguntar. Aparentemente muitas pessoas por aí pensavam que podiam se lavar e secar ao mesmo tempo. Os fabricantes se sentiram então obrigados a informar a todas as pessoas que essa não era uma boa ideia. Será que alguém ficou com raiva dos fabricantes de secador de cabelo? Claro que não! Eles apenas forneceram esta instrução porque eles fabricaram o secador, e sabem como ele funciona. Com certeza você é livre para usar no chuveiro se quiser, mas os criadores quiseram avisá-lo de que isso não teria um final feliz (Você pode até morrer de choque elétrico). Talvez o seu Criador esteja avisando de que maneira se deve praticar sua obra prima. Isso não apenas para prevenir um desastre, mas também de modo que você possa viver para glorificá-lo.
Isso tudo porque o sexo conjugal é sacramental
É isso mesmo: eu acabei de usar as palavras “sexo” e “sacramento” na mesma frase. Uma maneira de compreender um sacramento é pensar nele como um sinal exterior de uma graça interior. Deus nos concedeu os sacramentos para que não perdêssemos as coisas extraordinárias que ele quer fazer em nossas vidas! É uma maneira que temos de ver, ouvir, sentir e experimentar uma realidade sobrenatural que está acontecendo no interior das nossas almas. Nos sacramentos nos é dada a chance de testemunhar fisicamente uma realidade espiritual superior. O ato sexual dentro do contexto do matrimônio também pode ser pensado como um sinal visível de uma realidade invisível. Foi feito para nos fazer mais santos, para que possamos glorificar a Deus com nossos corpos. Isso significa que a relação sexual é um momento onde o casal recebe graças! No casamento podemos ser santificados através da união sexual.
No ato sexual dentro do matrimônio, Deus contribui com sua criação a fim de criar
É no ato sexual que nos tornamos co-criadores com Deus. Pare e pense sobre isso por um momento. É impressionante. Podemos ter uma noção do mistério da Trindade olhando para a estrutura da família. Na Trindade, Deus se revela como uma eterna comunhão de amor-doação. No matrimônio esse dom de si é expresso em um nível humano na união do casal. O sexo foi criado como uma manifestação exterior de uma realidade interior: o amor. O potencial desse intercâmbio é tão poderoso que nove meses depois você dá a ele um nome. Não, Deus não escolheu a cegonha; ele decidiu ao contrário nos envolver em seu poder criador.
Então, se você fosse o demônio, onde colocaria seu ataque mais estratégico sobre a humanidade?
O demônio tem conseguido sucesso em fazer o sexo parecer tão casual, e ao mesmo tempo nos fazer acreditar que é algo sujo. A pessoa comum provavelmente não tem ideia de que existe algo de santo no sexo. Se a sexualidade foi pensada para nos unir a Deus através da família, então satanás certamente acredita que deve fazer um grande esforço para distorcer essa realidade. Imagine que o plano de Deus para o amor e o matrimônio é como uma maravilhosa festa. O Senhor está diligentemente preparando este banquete para você, e mal pode esperar para recebê-lo assim que ele estiver pronto. Por outro lado, o demônio tenta nos dissuadir de esperar, nos tentando a se banquetear com carne crua. Nós temos a liberdade de esperar por aquilo que está por vir, ou ceder para o que é fácil e rápido. Deus tem planos incríveis para você. A questão é: você vai dizer sim?
__________
Katie Hartfiel é uma autora e palestrante dedicada a compartilhar o intenso amor de Deus. Ela se formou na Universidade Franciscana de Steubenville, onde recebeu diploma de Teologia. Serviu em grupos de jovens por sete anos em Houston, onde hoje reside com seu marido, Mark, e suas duas filhas. Em 2012, Katie lançou seu primeiro livro, Woman in Love (Mulheres apaixonadas) disponivel em womaninlove.org.
Traduzido de: chastityproject.com/2014/08/say-yes-sex/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página