Pesquisar neste blog:

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Vaticano anuncia que vai entrar com uma ação judicial contra a fotomontagem do grupo italiano.


 

Veja
O Vaticano anunciou nesta quinta-feira que vai entrar com uma ação judicial contra a fotomontagem do grupo italiano Benetton, na qual o papa Bento XVI beija na boca  o imã sunita de Aç Azhar, Ahmed el Tayed. “Encarregamos nossos advogados para que empreendam na Itália e no exterior as oportunas ações legais para impedir a circulação nos meios de comunicação da fotomontagem”, anunciou a Santa Sé em uma nota oficial.
No dia anterior, a empresa já havia anunciado a decisão de retirar de circulação a campanha publicitária. As relações entre o papa e o imã são difíceis, principalmente depois que Bento XVI expressou solidariedade às vítimas do atentado que deixou 21 mortos numa igreja de Alexandria, em janeiro passado.
A peça publicitária da Benetton inclui, ainda, beijos trocados entre líderes mundiais – como Hugo Chávez e Barack Obama, Angela Merkel e Nicolas Sarkozy, e Mahmoud Abbas e Benjamin Netanyahu -, no que a empresa define como uma luta “contra o ódio”. Mas a foto de Bento XVI e Ahmed el Tayeb foi considerada a mais polêmica de todas as montagens, por questões religiosas.
Campanha – “Lembramos que o sentido desta campanha era exclusivamente combater a cultura do ódio sob todas as formas”, comentou, em comunicado, um porta-voz do grupo. A nova campanha chamada UNHATE (”Não Ódio”), foi apresentada, oficialmente, no início da tarde de quarta-feira, por Alessandro Benetton, vice-presidente do grupo. A Benetton e seu fotógrafo Oliviero Toscani tornaram-se célebres por suas fotos provocadoras nos anos 90, entre elas a de uma irmã de caridade sedutora, que se apresenta vestida num hábito branco beijando um jovem padre de batina preta.
Agência France-Presse

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página