Pesquisar neste blog:

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

181 mil alemães abandonaram oficialmente o catolicismo em 2010



Mais de 181 mil alemães abandonaram oficialmente a religião católica em 2010,um ano marcado por vários escândalos de pedofilia envolvendo a Igreja, segundo um relatório da Conferência dos Bispos da Alemanha, divulgado hoje, noticia a AFP.
A conclusão deste relatório baseia-se no número de alemães que deixou de pagar o imposto religioso, cobrado pelo Estado alemão.
Na Alemanha, as comunidades protestantes, católicas e judaicas são financiadas por um imposto religioso, cobrado pelo Estado, àqueles que estão inscritos como crentes.

* Apesar das perdas recentes de adeptos, o cristianismo ainda é de longe a maior religião na Alemanha, com os protestantes da Igreja Evangélica na Alemanha, (especialmente no norte), compreendendo 30,2% em 31 de Dezembro de 2007 (queda de 0,3% em relação aos 30,5 % no ano anterior) da população e o catolicismo romano (particularmente no sul e oeste), compreendendo 30,7% em dezembro 2008 (também de 0,3% em relação ao ano anterior).
Por conseguinte a maioria do povo alemão pertencem a uma comunidade cristã, embora muitos deles não tomam parte ativa na vida da igreja com a freqüência à igreja aos domingos consideravelmente menos do que 10% dos quais 4,1% de católicos (em 2008) e 1,2% protestantes (em 2007 ), Pertencente ao EKD [10]. 1,7% da população são cristãos ortodoxos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página