Pesquisar neste blog:

quarta-feira, 26 de maio de 2010

NADA PODE DESTRUIR A IGREJA CATÓLICA!!! - Por Cássio José















É natural, sobretudo nestes últimos dias, a crescente perseguição contra a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo: a Igreja Católica Apostólica Romana! Muitos são os ataques e bombardeios de todos os lados e em todas as áreas, e por muitas instituições reconhecidas em todo o mundo, para a destruição da conduta e da moral católica, como se isso fosse possível.


Estamos em 2010. Não podemos esquecer que desde a Igreja Primitiva, os discípulos de Jesus e os primeiros cristãos, já passaram por tremendas perseguições e heresias. Mas a Igreja, “passando pela água e pelo fogo” (Is 43,2), resistiu e continuou pregando o Evangelho a toda criatura (Mc 16,15), para fazer com que a raça humana tenha uma “união íntima com Deus” (CIC, n. 775), congregando dessa maneira, “os homens de toda nação, raça, povo e língua” (Ap 7,9).

Pela história da Igreja, percebemos que, primeiramente, houve as perseguições. Muitos foram os mártires que derramaram sangue por Jesus, o seu Senhor, e pela Igreja de Deus, a Igreja Católica. Os imperadores e poderosos da época, perseguiam e matavam os primeiros cristãos temendo o nome de Jesus de Nazaré e sua Palavra.

 Imitando a prática do faraó do Egito no AT, com as atitudes de cultura de morte, como por exemplo, a dura escravidão e matança dos meninos hebreus, temendo o crescimento da população hebraica e uma suposta futura revolução política (Ex 1, 8-22), os imperadores romanos desejavam, da mesma maneira, exterminar da terra os cristãos. Mas a obra (A Igreja Católica), veio de Deus e está ainda nesta terra para a glória de Deus. Os cristãos deram a vida pelo Senhor Ressuscitado e por sua Igreja derramando sangue para a sobrevivência da Igreja. Estimam os historiadores da Igreja, em cem mil mártires nos três primeiros séculos de perseguição do império romano. Sangue foi derramado para mostrar para esses poderosos, que existem servos de Deus nesta terra que fazem tudo pela Obra do Senhor, mesmo que seja dando a vida.

A Palavra de Deus nos diz, porém, que Deus acrescentava mais e mais, o número daqueles que seguia os passos de Jesus (At 2,47;4,4; 5,14; 6,1.7.; 9,31; 11,21.24; 16,5). Assim, com o desenrolar do crescimento da Igreja Primitiva, o Império Romano, o maior que a história já conheceu, se ajoelhou diante da Cruz e da Igreja católica! Eeeita Deus poderoso!
            
No entanto, depois das perseguições enfrentadas pela Igreja, vieram as heresias. Uma vez que Satanás não conseguiu derrubar a Igreja exteriormente (com as perseguições), ele a tentou interiormente (com as heresias). Foi quando surgiram heresias como, por exemplo, a negação da divindade de Jesus. Veja o que nos diz, para entendermos o perigo que foram as heresias, o Catecismo da Igreja Católica:

As primeiras heresias, mais do que a divindade de Cristo, negaram a sua humanidade verdadeira (docetismo gnóstico). Desde os tempos apostólicos a fé cristã insistiu na verdadeira Encarnação do Filho de Deus, “que veio na carne”. Mas desde o século III a Igreja teve de afirmar, contra Paulo de Samóstasa, em um concilio reunido em Antioquia, que Jesus é Filho de Deus por natureza e por adoção. O I Concilio Ecumênico de Niceia, em 325, confessou em seu Credo que o Filho de Deus é “gerado, não criado, consubstancial (homousis) ao Pai” e condenou Ario, que afirmava que “o Filho de Deus veio do nada” e que ele seria “de uma substancia diferente da do Pai”.                                                                    

(Catecismo da Igreja Católica, n.465)
De alguns Patriarcas das grandes sedes da Igreja , Constantinopla, Alexandria, Antioquia, Jerusalém, e de outras partes, surgiram as falsas doutrinas, ameaçando dilacerar a Igreja por dentro. Era o pelagianismo, o maniqueísmo, o gnosticismo, o macedonismo, nestorianismo, etc...

Mas, nada disso foi capaz de destruir a Igreja! Já são 265 Papas desde Pedro de Cafarnaum até Bento XVI. Eram 12 apóstolos, hoje estima-se cerca de 4000 bispos, seus sucessores.

Tudo isso é prova de que a Igreja Católica Apostólica Romana foi fundada pelo próprio Senhor e Salvador Jesus Cristo! Nenhuma outra instituição tem 2010 anos de história. Nenhuma outra igreja ou religião durou tanto tempo como a Igreja Católica, mesmo passando por tantos ataques e perseguições.   
  
Disse Jesus a Pedro:

E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”. (Mt 16, 18s)

Percebemos claramente aqui a promessa do Senhor Jesus: “Nem as portas do inferno prevalecerão contra ela”. E realmente, nada prevaleceu contra a Igreja durante esses 2 milênios e essa primeira década. Houve erros, mas a Igreja permaneceu de pé. Houvera muitos ataques, mas ela está erguida através de sua doutrina e do testemunho de muitos cristãos que carregam no peito o nome de Jesus e o nome da Igreja.

Isso significa, que é o Espírito Santo que está na Igreja. Ela é divina! Veio de Deus e está neste mundo na ministração do poder de Deus, através do Espírito Santo por meio de seus instrumentos, homens e mulheres, que foram batizados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, que estão espalhados pelo mundo inteiro, a disposição do Reino de Deus. É uma obra que veio de Deus e voltará para Deus. A final de contas, o Senhor Jesus virá buscar a Sua Igreja (Jo 14,2-3).

Antes de 1500 não existia a Igreja Anglicana, os Congregacionalistas, os Batistas, os Adventistas, o Exército da Salvação, o Pentecostalismo Protestante,    Assembleia de Deus, A Igreja do Evangelho Quadrangular, A Igreja Universal do Reino de Deus, os Mórmons, as Testemunha de Jeová. Só havia a Igreja Católica.

Todas essas igrejas nasceram de “cisões”, separações, incertezas e falta de identidade.

Por exemplo: a fundadora da denominação protestante “Igreja do Evangelho Quadrangular”, a canadense Aimée Semple McPherson, passou da igreja Batista para a pentecostal. O fundador da igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, passou pelos ambientes espíritas, era um católico desequilibrado e uma pessoa deprimida. Fez-se então membro da igreja Pentecostal Nova Vida, onde permaneceu até 1974. Em 1974, junto com Roberto Augusto Alves, Romildo Soares (seu cunhado) e os irmãos Samuel e Fidelis Coutinho, fundou a Igreja Cruzada do Caminho Eterno.  Em 1977 se desentendeu com os irmãos Coutinho e, ao lado do cunhado e de Roberto Augusto, inaugurou a Igreja Universal do Reino de Deus na Abolição (Zona norte do Rio de Janeiro). Hoje vemos, que RR Soares é fundador de outra denominação protestante. A “Assembleia de Deus”, é a união de mais de 100 congregações diferentes que em 1914, nos Estados Unidos (em Hot Springs), vários pastores se reuniram em Assembleia Geral (General Council), e lá, deram o único nome de “Assembleia de Deus”.

É característica das denominações protestantes! Uma briguinha, intriga, desentendimento é motivo para “sair de uma igreja e fundar uma outra igreja” que se diz ser de N. Sr. Jesus Cristo. Em seu DNA, existe a cisão. Como pode então ser fundada por Jesus se ele pregou união? E muitas “manifestações” que se diz ser do Espírito Santo, é puro fruto da carne e exageros da emoção.

Não estou aqui querendo desrespeitar nenhuma religião ou denominação protestante. Quero sim, demonstrar que a Igreja Católica é a Igreja que foi fundada pelo próprio Senhor Jesus, mesmo com os tempos difíceis que estamos vivendo nessa época. Vale ressaltar que Jesus morreu numa Cruz e ao terceiro dia ressuscitou para fundar “A” “Sua” Igreja. E não “uma” de suas igrejas. Quem dentre esses fundadores morreram numa cruz e ao terceiro dia ressuscitou pelos seus? Pelo que conta, ninguém! Nem Martinho Lutero, nem Edir Macedo, nem Joseph Smith...

Além das perseguições e das heresias, que os nossos olhos veem em todos os lugares, existem as falsas doutrinas e falsas religiões que fazem a humanidade duvidar da Verdadeira Igreja para darem créditos aos falsos profetas, falsos doutores com suas falsas doutrinas.

Podemos concluir dessa maneira, que há uma campanha muito bem estruturada para deturpar a Igreja Católica, através, sobretudo, do uso da mídia e suas “façanhas”. A historiadora americana Elizabeth Lev, que atualmente trabalha em Roma, intitula essa ação de “novo regime de terror”. As perseguições (que hoje não param!), as heresias e falsas doutrinas (que estão ao nosso redor em todos os lugares), proporcionam “verdadeiros ataques modernos e muito bem estruturados” que introduzem na mentalidade de muitas pessoas uma cultura de relativismo religioso e uma mordaça para nos acostumar com as ideologias pregadas pela Nova Era.       

            Muitas vezes nos deixamos levar pelas estruturas ideológicas pregadas nos meios de comunicação, sobretudo televisão e internet, que nos “burrificam” a ponto de nos deixar alheios aos perigos que estão adentrando na nossa casa, nossa família, nossa sociedade, nosso trabalho e até mesmo na Igreja. Muitos cristãos estão adestrados numa mordaça que os tornaram verdadeiras marionetes nas mãos de Satanás. Este tem usado de muitos meios, “sabendo que lhe resta pouco tempo” (Ap 12,12), para neutralizar o poder de Deus das nossas vidas para que possamos “nos perder por falta de conhecimento” (Os 4,6).
           
            Não podemos esquecer que enquanto a Igreja estiver neste mundo, a batalha acontecerá até o dia que nosso Senhor Jesus voltar como justo juiz para levar daqui a sua Igreja. Estamos na luta entre a luz e as trevas!!! O que impede as trevas de imperar neste mundo, pelo menos na vida de muitos cristãos, é a existência da Igreja aqui neste mundo.

Estando ela aqui, “o negócio tá feio!”. Agora, imagine se ela não estivesse neste mundo? Aí sim, não haveria mais jeito pra humanidade e o inferno já teria tomado de conta de tudo o que ainda está por aqui neste mundo. Mas, ainda há chance de salvação para aqueles que desejarem. Devemos “buscar o Senhor enquanto ele se deixa encontrar” (Is 55,6), e “sermos inteiramente do Senhor nosso Deus” (Dt 18,13).        

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página