Pesquisar neste blog:

sábado, 24 de abril de 2010

Processo contra o Papa Bento XVI nos EUA não tem nenhum fundamento


Depois da apresentação de um Processo nos Estados Unidos, contra o Papa Bento XVI, que apresentou uma vítima de abuso sexual nos anos 70 ante em Tribunal Federal de Milwaukee, o Escritório de Imprensa da Santa Sé deu a conhecer uma declaração do advogado Jeffrey Lena, encarregado de defender a Santa Sede nos Estados Unidos, quem explica que a medida legal "não tem nenhum fundamento".

A declaração de Lena explica ao começo que "em primeiro lugar, deve-se manifestar compaixão às vítimas dos atos delitivos cometidos pelo padre Lawrence Murphy. Por ter abusado sexualmente de meninos, Murphy violou tanto a lei como a confiança que suas vítimas tinham depositado nele".

Seguidamente assinala que "embora as vítimas de abusos apresentassem denúncias legítimas, neste caso não se trata de uma delas. Ao contrário, a denúncia supõe uma busca de utilizar os trágicos acontecimentos como uma plataforma para realizar um ataque mais amplo. Este último ataque pretende representar a Igreja Católica como se fosse uma empresa multinacional".

Lena descreve logo que "o caso contra a Santa Sé e seus representantes não tem fundamento. A maior parte do conteúdo desta denúncia é uma mistura de velhas teorias já rechaçadas por tribunais dos EUA Quanto ao caso Murphy, a Santa Sé e seus representantes não sabiam nada sobre seus crimes até umas décadas depois de que cometera os abusos, e não tinham nada a ver com os danos sofridos pela pessoa que apresentou o processo".

"Dado que não tem nenhum fundamento, a denúncia-com sua roda de imprensa e os comunicados de rigor– é simplesmente a tentativa mais recente de alguns advogados dos EUA de utilizar o processo judicial como uma ferramenta para relacionar-se com os meios de comunicação".

O advogado da vítima de abusos sexuais neste processo é Jeff Anderson, quem já ganhou 60 milhões de dólares em Processos contra a Igreja e quem em 2002 disse à Associated Press que processava a Igreja para tirar "tudo o que ela tem". Anderson também está atrás da recente processo legal apresentado nos Estados Unidos contra o Arcebispo do México, Cardeal Norberto Rivera.

"Se for necessário –conclui a declaração do advogado Jeffrey Lena– responderemos mais claramente a esta denuncia no tribunal e no momento oportuno".

ACI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página