Pesquisar neste blog:

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Todos somos doentes em relação ao pecado

 


“Que o pecado não mais reine em vosso corpo mortal para fazer obedecer às suas concupiscências” (Rm 6,12).

Quando você monta num cavalo, toma as rédeas e o leva para onde quiser. A Palavra de Deus diz: “não permita mais”, o pecado quer “montar” em você e fazê-lo obedecer às rédeas dele.

Não faça mais isso! Não permita mais! “Que o pecado não mais reine em vosso corpo mortal”, que você não obedeça mais a seus impulsos nem ofereça seus membros como instrumentos do mal. Você já não está mais sob a lei do pecado. Não ofereça de novo seus membros a ele. Não se ponha de novo sob o jugo da escravidão.

Seus membros querem pecar. Eles ficaram marcados, habituados, até viciados pelo pecado. Logo, há em você uma inclinação, um impulso para o pecado. Como as pessoas que sofrem de alcoolismo sentem inclinação para o álcool, não podem tomar o primeiro gole, assim você não pode ceder à sua inclinação para o pecado.

Em relação ao pecado, todos somos doentes. Nossos membros já estão feridos e marcados por ele. Então, não podemos dar o primeiro passo. Não podemos lhe oferecer nossos membros: eles são de Deus, criados por Ele, alvos e resgatados por Jesus Cristo.

Infelizmente, já os oferecemos ao pecado, que já nos usou demais como instrumento para o mal. Agora, chega. A Palavra diz: se ofereça a Deus como vivo, salvo da morte, para que seus membros sejam instrumentos do bem a serviço d’Ele.

O pecado já não o dominará, porque agora você não está mais sob a lei, e sim sob a graça.

No Reino de Deus, porque somos cristãos, batizados, o Senhor tão bom, tão Pai, tão misericordioso, nos perdoa. Jesus veio para os pecadores. Veio para os doentes. Portanto, você não pode levar uma vida “mais ou menos”.

Porque o Senhor é bom, misericordioso, porque Ele nos salvou, agora queremos viver para Deus. Vivos para Deus, não permitamos mais que o pecado reine sobre nós e nos use para o mal.

Decida-se. Tome uma resolução. Se, infelizmente, acontecer de você pecar, porque sua carne é fraca e seus membros resvalam no pecado, imediatamente volte para o Senhor e O busque no sacramento da reconciliação, na confissão. Receba o perdão de Deus, acolha novamente Sua graça. Levante, recomece tudo de novo.

O versículo 19 da Carta aos Romanos nos esclarece:

"Eu me sirvo de palavras totalmente humanas, adaptadas à vossa fraqueza. Do mesmo modo que pudestes vossos membros como escravos a serviço da impureza e da desordem, que conduzem à revolta contra Deus, ponde-os agora como escravos a serviço da justiça, que conduz à santificação" (Rm 6,19).

Com uma faca você pode fazer coisas lindas e terríveis: pode cortar alimentos e abrir caminhos, mas pode também matar. Com seu corpo é assim também: você pode servir ao bem ou ao mal, fazer coisas lindas ou matar.

“Do mesmo modo que pusestes vossos membros como escravos a serviço da impureza e da desordem, que conduzem à revolta contra Deus, ponde-os agora como escravos a serviço da justiça, que conduz à santificação. Quando éreis escravos do pecado, éreis livres com relação à justiça. Que frutos produzíreis então? Hoje tendes vergonha deles, pois o seu fim é a morte. Mas agora, libertados do pecado e feitos escravos de Deus, produzis os frutos que conduzem à santificação e cujo fim é a vida eterna. Pois o conduzem à santificação e cujo fim é a vida eterna. Pois o salário do pecado é a morte; mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, em Jesus Cristo, nosso Senhor” (Rm 6,19b-23).


Trecho do livro Pão da Palavra – volume 3” de monsenhor Jonas Abib

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página