Pesquisar neste blog:

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

O MAL QUE FAZEM AS NOVELAS





É meu amigo e meu irmão! Satanás sabe que lhe resta pouco tempo (Ap 12,12) e por isso mesmo tem seduzido muitas pessoas com as mais variadas artimanhas que tem destronado muitos cristãos do altar de Deus e de exercerem sua cidadania com criticidade. Uma grande “tacada” dos últimos tempos tem ocorrido através das novelas as novelas.

Não é estranho perceber que ele tem até “invertido os valores”, uma vez que o que era natural apenas da mulher, passou a ser normalizado também para os homens. Quem via em alguns anos atrás, por exemplo, os homens diante da TV assistindo novelas, se “coisa de homem” era assistir os jornais!? Concorda comigo? Mas o perigo não está somente aí!

Satanás é o pai da mentira e sedutor do mundo inteiro (Jo 8,44), por tanto, especialista em enganar as pessoas. De fato, assim como fez com Eva dizendo que não havia problema ao comer do fruto proibido (Gn 3, 2-5), ele faz o mesmo ao conduzir os cristãos a ficarem viciados nas novelas. O pior é que até os cristãos estão se tornando marionetes das novelas e do seu diretor principal: Satanás!


Você já percebeu o quanto você é um verdadeiro “besta” usado nas mãos de Satanás ao assistir novela? Elas trazem cultura e entretenimento? Mostram o que acontece na vida real? Só se for as realidades do inferno com o reino satânico!

Observa-se que sempre a novelas termina tal capítulo numa cena que chame a atenção das pessoas por sentirem escravas e prazerosas de não perder o próximo capítulo. Esse capítulo, claro!, é posto somente no dia seguinte. E assim desde o primeiro capítulo, a pessoa é levada a assistir toda a novela por completa sem perder um detalhe sequer.

As manias, as “modas”, as expressões, o jeito de vestir, de falar, os conceitos e princípios são expostos ali como uma verdadeira aula online e interativa para que todos possam apender o “BE-A-BÁ” do que não presta! Isso mesmo: NÃO PRESTA!

Cultura, Educação e Interatividade se faz na escola e em locais propícios para isso. Eu não estou dizendo que a Televisão é puro engano e 100% negativa. Claro que não! É espada de 2 gumes e, infelizmente, quanto as novelas, percebemos, claramente, que NÃO HÁ INTERESSE ALGUM EM FAZER COM QUE O TELESPECTADOR CRESÇA INTELECTUAL E CRITICAMENTE! É, na realidade, o oposto! O desejo é ALIENAR OS CIDADÃO E DESRESPEITAR ABERTAMENTE OS CRISTÃOS!


Milhões e milhões estão sendo investidos nas novelas, sobretudo, por que você está na poltrona patrocinando não somente a fama, status e idolatria daqueles que ganham dinheiro ás suas custas; mas antes, Aquele que por ter inveja de Deus, quer seduzir os seus filhos. Mas eu vou deixar o professor Felipe Aquino falar um pouco sobre as novelas, depois a gente volta a conversar baixinho. Observe o que ele diz:

“Certa vez um amigo já falecido, Franz Victor, psicólogo, disse-me que “as novelas fazem uma pregação sistemática de anti-valores.” Embora isso já faça bastante tempo, eu nunca esqueci esta frase. Meu amigo Franz disse uma grande verdade.

Enquanto a evangelização procura incutir nas pessoas uma vida de acordo com os valores do Evangelho, a maioria das novelas estraga o povo, incutindo nas pessoas anti-valores cristãos. As novelas, em sua maioria, exploram as paixões humanas, muito bem espalhadas nos chamados pecados capitais: soberba, ganância, luxúria, gula, ira, inveja e preguiça; e faz delas objeto dos seus enredos, estimulando o erro e o pecado, mas de maneira requintada.

Na maioria das vezes a exacerbação do sexo; explora descaradamente esse ponto, desvirtuando o seu sentido e o seu uso. Em muitas podem ser vistos casais não casados vivendo a vida sexual, muitas vezes de maneira explícita, acinta e provocante; e isto em horário em que as crianças e os jovens estão na sala. Aquilo que um casal casado tem direito de viver na sua intimidade, é colocado em público de maneira deturpadora, ferindo os bons costumes e os mandamentos de Deus.

Mas tudo isso é apresentado de maneira “inteligente”, com uma requintada técnica de imagens, som, música, e um forte aparelho de belas mulheres e rapazes que prendem a atenção do telespectador e os transforma em verdadeiros viciados. Em muitas famílias já não se faz nada na hora da novela, nem mesmo se dá atenção aos que chegam, aos filhos ou aos pais.

Assim, os valores cristãos vão sendo derrubados um a um: a humildade, o desprendimento, a pureza, a continência, a mansidão, a bondade, o perdão, etc. vão sendo jogados por terra, mas de maneira homeopática; aos poucos, lentamente, para não chocar, os valores morais vão sendo suprimidos. Faz-se apologia do sexo a qualquer instante e sem compromisso familiar ou conjugal; aprova-se e estimula-se o homossexualismo como se fosse algo natural e legítimo quando o Catecismo da Igreja Católica chama a prática homossexual de “depravação grave” (CIC, n. 2357).

O roteiro e o enredo dos dramas das novelas são cuidadosamente escolhidos de modo a focar os assuntos mais ligados às pessoas e às famílias, mas infelizmente a solução dos problemas é apresentada de maneira nada cristã. O adultério é muitas vezes incentivado de maneira sofisticada e disfarçada, buscando-se quase sempre “justificar” um triângulo amoroso ou uma traição.

O telespectador é quase sempre envolvido por uma trama onde um “terceiro” surge na vida de um homem ou de uma mulher casados que já estão em conflito com seus conjugues. A cena é formada de modo a que o telespectador seja levado até desejar que o adultério se consome por causa da “maldade” do conjugue traído. E assim, a novela vai envolvendo e “fazendo a cabeça” até mesmo dos cristãos. A consequência disso é que elas passaram a ser a grande formadora dos valores e da mentalidade da maioria das pessoas, de modo que os comportamentos que antes eram considerados absurdos, agora já não o são, por que as novelas tornaram o pecado palatável. O erro vai se tornando algo comum e perdendo a sua conotação de pecado.

O pecado é travestido de virtude; o erro é transformado em verdade; e os valores cristãos vão sendo eliminados lentamente. Por outro lado percebe que as novelas tiram as pessoas da realidade de sua vida difícil, fazendo-o sonhar diante da telinha. Nela ele é levado a realizar o sonho que na vida real jamais terá condições de realizar: grandes viagens para lugares paradisíacos, casas luxuosas com todo requite de comidas, bebidas, carros, jóias, vestidos, luxos de toda sorte; fazendas belíssimas onde mulheres e rapazes belíssimos se disputam entre si. E esses modelos de vida recheados de falsos valores são incutidos na cabeça das pessoas, sobretudo dos jovens. A consequência trágica disso é que a imoralidade campeia na sociedade; a família é destruída pelos divórcios, traições e adultérios; muitos filhos abandonados pelos pais carregando carência podem desembocar na tristeza, depressão, bebida e até coisas piores. A banalização do sexo vai produzindo uma geração de mães e pais solteiros que mal assumem os filhos... é a destruição da família.

Por tudo isso, o melhor que se pode fazer é proibir os filhos de acompanharem essas novelas imundas; mas os pais precisam ser inteligentes e saber substituí-las por outras atividades atraentes que sejam de acordo com a Palavra de Deus e com s ensinamentos da Igreja Católica. Não basta suprimir a novela; é preciso colocar algo melhor no seu lugar. E o melhor nós sabemos o que é: E a Palavra de Deus! Essa é a missão urgente dos pais.” (Do livro JESUS, SINAL DE CONTRADIÇÃO. pp. 105-107, Felipe Aquino).

O Documento de Aparecida falando sobre os meios de comunicação, nos alerta que:

A maioria dos meios de comunicação de massa nos apresentam agora novas imagens, atrativas e cheias de fantasia...Longe de preencher o vazio produto em nossa consciência pela falta de um sentido unitário da vida, em muitas ocasiões a informação transmitida pelos meios de comunicação nos distrai... Os meios de comunicação invadiram todos os espaços e todas as conversas, introduzindo-se também na intimidade do lar....Isso faz com que as pessoas busquem denodadamente uma experiência de sentido que preencha as exigências de sua vocação, ali onde nunca poderão encontrá-la”.(nas novelas, por exemplo).

(Documento de Aparecida, cap. II, n. 38-39)

Percebemos que as novelas são de fato um armadilha sistematizada de ideologias anti-cristãs e totalmente contrárias a Palavra de Deus.

O livro bíblico de Romanos nos diz:

Eu vos exorto, pois irmãos, pela misericórdia de Deus, a oferecerdes vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus: é este o vosso culto espiritual. Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso espírito, para que possais discernir qual é a vontade de Deus, o que é bom, o que he agrada e o que é perfeito”.

(Rm 12,1-2)


Muitas pessoas tiveram sua vida totalmente destruída por seguirem as doutrinas e ideologias pregadas pelas novelas.

Você já parou pra pensar o tempo que você perde ao assistir a novela? E mais: que você não está ouvindo a voz de Deus quando passa horas e horas vendo e “curtindo” aquilo que desagrada a Deus?

O ser humano muitas vezes é movido por ventos que não véu de Deus e sim das narinas do diabo! É ele o único que se alegra com aqueles que assistem as novelas que ele mesmo as produz. Além disso, percebemos uma corrente de falas doutrinas que as novelas nos trazem com tanto recheio. Zombaria a Palavra de Deus, aos servos da Igreja Católica e dos cristãos de outras denominações e até mesmo a ridicularização do próprio ser humano.
Ao invés de darmos ibope pro satanismo literário das novelas; devemos antes, nos moldarmos ao seguimento de Jesus e ao comprometimento com a Palavra de Deus.

Não podemos nos esquecer que somos imagem e semelhança de Deus e não reflexo de novela A ou de novela B. Somos filhos de Deus, herdeiros do céu. Devemos nos comportar como tal e não seguir os ensinamentos das novelas.

Jesus é “o caminho, a verdade e a vida” (João 14,6). As novelas ao contrário são “a perdição, a mentira e a morte”, pois concorrem para que aconteça a vinda do demônio; que veio para roubar, matar e destruir (João 10,10).

Ao renunciarmos assistir as novelas escolhemos igual a Maria a melhor parte que é ouvir a Palavra de Deus (Lc 10,38-42), ao invés de escutar a voz do encardido. Se somos lavados e remidos pelo sangue do cordeiro não devemos dar ouvidos aquilo que nos traz impureza e desvios da Palavra do Senhor.

Que Deus te abençoe tremenda e poderosamente!

Cássio José (cassiojoseufc@gmail.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página