Pesquisar neste blog:

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

SÉIRE NEW AGE: INTRODUÇÃO AO SATANISMO!






SATANISMO APLICADO

Aqui não estamos falando de seitas ocultas e sim abordando os templos onde são evocados o diabo e seus demônios. Esses templos estão espalhados pelo mundo e são sempre lugares onde se cumpre todo um ritual de adoração diante de imagens demoníacas, aonde pessoas vão para evocá-lo, para estar sob o seu domínio, sob sua proteção. Estamos falando de livros, editais de jornais, propagandas, ofertas de serviços, músicas diversas, mas especialmente o rock, sites na internet oferecendo as consagrações e formações. Ele está exposto na mídia, nos filmes, todos mostrando o seu poder e condenando a Igreja como perseguidora do diabo e dizendo que os satanistas têm direito ao culto demoníaco e até entraram em justiça para protestas em favor dele.
Parece inacreditável que o homem moderno seja capaz de fazer pactos com o demônio. Dir-se-ia que ele considera tudo como histórias de épocas de trevas, nas quais a ignorância e o atraso teriam levado alguns à ilusão de terem estabelecido um comércio com seres supostamente superiores aos homens e a procurar deles aquilo que a ciência do tempo não lhes permitia alcançar por outros meios. Do mesmo modo, aliás, como outros se voltam para Deus, para a Virgem Maria, os anjos e os santos do céu.
Mas o homem atual, homem quase já do terceiro milênio, não teria necessidade nem de uma coisa nem outra: bastaria a ciência e a técnica, as quais, somadas ao seu trabalho, já iria garantir os elementos para a completa felicidade nesta terra: máquinas e aparelhos para reproduzirem os esforços; remédios e tratamentos para conservarem a saúde para o trabalho, e a disposição, para o prazer.
Essa concepção materialista contrasta com os fatos que se passam diariamente sob os olhos até do observador menos atento: aí estão as páginas dos jornais e nos noticiários da televisão, as notícias de crimes hediondos, praticados com o fim de conseguir de forças extra-naturais uma vantagem para si próprio, ou para terceiros, ou um mal para algum inimigo.
Na mesma época em que a ciência e a técnica parecem não ter imites para progredir, as manifestações de recurso a forças extra-naturais parecem maiores do que qualquer outra época precedente.
SATANISMO LITERÁRIO- Já no século passado e começo deste o movimento literário teve um filão satanista ou menos demonófilo, no qual se destacaram os poetas franceses Victor Hugo (1802-1885), Paul Valéry (1871-1945) e Charles Bautelaire (1821-1867), o último dos quais chegou a escrever ladainha satânicas. Na Itália, o literário Giosué Carducci (1835-1907), compôs uma Ode a Satã que se tornou muito conhecida. O escritor Joris Karl Huysmans (1848-1907), em seu livro Là-bas descreve um ambiente ocultista-satanista que havia nos círculos literários e artísticos de Paris, inclusive com celebração de Missas Negras.
Em nossos dias, mais do que na literatura (que perdeu muita força de atração), o satanismo é difundido pela música, pelo cinema e pela televisão.
BRUXAS NA TELEVISÃO - O demonólogo alemão Bernhard Wenisch, faz algumas observações e dados sobre bruxaria propagando na televisão:
“É possível observar a onda satânica em toda parte do mundo ocidental. Em muitas cidades alemãs são celebradas Missas Negras. A TV alemã mostrou em 1984 o modo pela qual uma ouvem mulher era consagrada a Satanás como bruxa: era submetida, nua, a uma flagelação ritual. Já aconteceu que nessas cerimônias pessoas fossem sacrificadas ao diabo. Já aconteceu nesses rituais de assassinado, planejado por duais jovens de Dortmun, pode ser impedido pela polícia. Há satanistas que se sentem inspirados pelo demônio para simplesmente eliminar pessoas que julga peridosas”.
Passa em seguida a tratar do fenômeno em outros países do Ocidente:
“Também em outros países o satanismo vem ganhando terreno. Em 1985, a TV francesa não só informou sobre crenças nas bruxas, que continua persistindo entre o povo, mas também apresentou um bruxo que, com a ajuda de forças demoníacas, produzia feitiços. Uma especialista norueguesa em ciência de religião, que participou como observadora de várias Missas Negras na cidade de Bergen, informou que, nessas missas, trata-se principalmente de sexo e homicídio. E que os próprios satanistas estão convencidos de que em suas reuniões estão presentes forças sobrenaturais, das quais têm muito medo. Não assumiam qualquer responsabilidade por seus atos porque já não possuíam controle sobre si mesmos. As Missas Negras terminavam com sexo grupal ritual. Da Suécia há informes sobre roubo de cadáveres e violação de túmulos em conexão com o satanismo. O culto a Satã floresce também na Inglaterra”.

Cássio José!

Um comentário:

Total de visualizações de página