Pesquisar neste blog:

terça-feira, 21 de julho de 2009

QUE PECADOS ME IMPEDEM DE COMUNGAR SEM CONFESSAR?

A Igreja nos ensina que não podemos Comungar em pecado mortal sem antes se Confessar. Pecado mortal é aquele que é grave, normalmente contra um dos Dez Mandamentos: matar, roubar, adulterar, prostituir, blasfemar, prejudicar os outros, odio, etc. é algo que nos deixa incomodados...

Veja o que diz o Catecismo sobre isso:

§1856 - O pecado mortal , atacando em nós o princípio vital que é a caridade, exige uma nova iniciativa da misericórdia de Deus e uma conversão do coração, que se realiza normalmente no sacramento da Reconciliação:

“Quando a vontade se volta para uma coisa de per si contrária à caridade pela qual estamos ordenados ao fim último, há no pecado, pelo seu próprio objeto, matéria para ser mortal... quer seja contra o amor de Deus, como a blasfêmia, o perjúrio etc., ou contra o amor ao próximo, como o homicídio, o adultério, etc. Por outro lado, quando a vontade do pecador se dirige às vezes a um objeto que contém em si uma desordem, mas não é contrário ao amor a Deus e ao próximo, como por exemplo palavra ociosa, riso supérfluo etc., tais pecados são veniais”(S. Tomás, S. Th. I-II,88,2).

§1857 – Para que um pecado seja mortal requerem-se três condições ao mesmo tempo: “É pecado mortal todo pecado que tem como objeto uma matéria grave, e que é cometido com plena consciência e deliberadamente” (RP 17).

§1858 – A matéria grave é precisada pelos Dez mandamentos segundo a resposta de Jesus ao jovem rico: “Não mates, não cometas adultério, não roubes, não levantes falso testemunho, não defraudes ninguém, honra teu pai e tua mãe” (Mc 10,19). A gravidade dos pecados é maior ou menor; um assassino é mais grave do que um roubo. A qualidade das pessoas lesadas entra também em consideração. A violência exercida contra os pais é em si mais grave do que contra um estrangeiro.

§1859 – O pecado mortal requer pleno conhecimento e pleno consentimento. Pressupõe o conhecimento do caráter pecaminoso do ato, de sua oposição à Lei de Deus. Envolve também um consentimento suficientemente deliberado para ser uma escolha pessoal. A ignorância afetada e o endurecimento do coração (Mc 3,5-6) não diminuem mais aumentam o caráter voluntário do pecado.

§1860 – A ignorância involuntária pode diminuir ou até escusar a imputabilidade de uma falta grave, mas supõe-se que ninguém ignore os princípios da lei moral inscritos na consciência de todo ser humano. Os impulsos da sensibilidade, as paixões podem igualmente reduzir o caráter voluntário e livre da falta, como também pressões exteriores e perturbações patológicas. O pecado por malícia, por opção deliberada do mal, é o mais grave.

§1861 – O pecado mortal é uma possibilidade radical da liberdade humana, como o próprio amor. Acarreta a perda da caridade e a privação da graça santificante, isto é, do estado de graça. Se este estado não for recuperado mediante o arrependimento e o perdão de Deus, causa a exclusão do Reino de Cristo e a morte eterna no inferno, já que nossa liberdade tem o poder de fazer opções para sempre, sem regresso. No entanto, mesmo podendo julgar que um ato é em si falta grave, devemos confiar o julgamento sobre as pessoas à justiça e à misericórdia de Deus.

§1862 – Comete-se um pecado venial quando não se observa, em matéria leve, a medida prescrita pela lei moral, ou então quando se desobedece à lei moral em matéria grave, mas sem pleno conhecimento ou sem pleno consentimento.

fonte: www.cleofas.com.br

NÃO PECAR CONTRA A CASTIDADE!!!

Não Pecar Contra a Castidade


Talvez seja este o mandamento mais desobedecido em nossos dias. Mais do que nos demais, nesse campo a Lei de Deus é vista como mera repressão sexual, a ser abolida com a máxima urgência. Chega de ´tabus´ religiosos, dizem! Mas, para os que querem ser fiéis a Jesus Cristo, e querem ser de fato felizes, o mandamento continuará sempre de pé, pois é eterno.

O triste espetáculo dos motéis, dos telefones eróticos, das novelas sensuais, dos filmes pornôs, da ´camisinha´, etc, atestam a decadência de uma civilização que, ousadamente, suprimiu a Lei sagrada de Deus. Calca aos pés o sagrado e afronta loucamente o Criador.

Já no Antigo Testamento o Senhor dizia a seu povo:

´Não cometerás adultério´ (Deut 5,18).

E Jesus leva o preceito à perfeição:

´Eu, porém, vos digo: todo aquele que olhar para uma mulher com desejo libidinoso já cometeu adultério com ela em seu coração´(Mt 5,27´28).

O Mestre é radical neste ponto. Mas, ao mesmo tempo que é intransigente com o pecado, ama o pecador. À mulher adúltera, a ser apedrejada, Ele diz: ´vai e não peques mais´.

O nosso mundo moderno quer, à todo custo, ´adaptar´ o Evangelho aos seus prazeres. Ao que São Paulo responde:

´Não vos conformeis com este mundo, mas reformai´vos pela renovação do vosso espírito´ (Rom 12,1).

Não é verdade que aqueles que profanam o próprio corpo, indefinidamente, acabam numa morte triste?

É interessante como São Paulo insiste nesse ponto.

Também sobre o homossexualismo, hoje tão defendido por muitos, a condenação da Bíblia e da Igreja é expressa.

´Não te deitarás com um homem como se fosse uma mulher: isto é uma abominação´ (Lev 18,22).

´Se um homem dormir com outro homem, como se fosse mulher, ambos cometeram uma coisa abominável. Serão punidos de morte e levarão a sua culpa´ (Lev 20,13).

São palavras claras, pelas quais Deus classifica a prática do homossexualismo como uma abominação.

Na carta aos romanos, São Paulo mostra a gravidade desse comportamento desordenado:

´Conhecendo Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças... Por isso, Deus os entregou aos desejos dos seus corações e à imundície, de modo que desonraram entre si os próprios corpos... as suas mulheres mudaram o uso natural em outro que é contra a natureza. Do mesmo modo também os homens, deixando o uso natural da mulher, arderam de desejos uns para com os outros, cometendo homens com homens a torpeza, e recebendo em seus corpos a paga devida a seu desvario´ (Rom 1,21´17).

Deus ama o pecador, mas abomina o pecado.

Quando, em 1994, no Ano da Família, o Parlamento Europeu, tristemente, reconheceu a validade jurídica dos matrimônios entre homossexuais, até admitindo a adoção de crianças por eles, o Papa João Paulo II, tomou posição imediata:

´Não é moralmente admissível a aprovação jurídica da prática homossexual. Ser compreensivos para com quem peca, e para com quem não é capaz de libertar´se desta tendência, não significa abdicar das exigências da norma moral... Não há dúvida de que estamos diante de uma grande e terrível tentação´ (20/02/94).

O Catecismo da Igreja também é claro nos pontos que ofendem a castidade:

´Apoiando´se na Sagrada Escritura, que os apresenta como depravações graves (Gn 19,1´20; 1 Tm 1,10), a tradição sempre declarou que ´os atos de homossexualidade´ são intrinsecamente desordenados. São contrários à lei natural´ (nº 2357).

Também com referência à masturbação, defendida por muitos como ´algo normal´, ensina a Igreja:

´Na linha de uma tradição constante, tanto o magistério da Igreja como o senso moral dos fiéis afirmam sem hesitação que a masturbação é um ato intrínseco e gravemente desordenado´ (nº 2352).

Enfim, diz o Catecismo:

´Qualquer que seja o motivo, o uso deliberado da faculdade sexual fora das relações conjugais normais contradiz sua finalidade´ (idem).

Sabemos que não é fácil a luta contra as misérias da carne, e é preciso ter caridade, respeito e compaixão pelos que sofrem desses males. É preciso lembrar´lhes que só Cristo pode dar força e libertação. Lembra´nos o Apóstolo que:

´Tudo posso naquele que me dá forças´ (Fil 4,13).

Importa não desanimar na luta em busca da pureza. Sempre lutar, com a graça de Deus, até que o espírito submeta a matéria. São Pedro nos diz:

´Depois que tiverdes padecido um pouco, [Deus] vos aperfeiçoará, vos tornará inabaláveis, vos fortificará´ (1Pe 5,10).

Muitas vezes pode nos parecer que a luta contra as paixões da carne sejam sem fim, ou que a vitória seja impossível. De fato, com a nossa fraqueza jamais podemos vencê´las, mas, como disse Santo Agostinho, que experimentou tão bem este combate: ´o que é impossível à natureza, é possível à graça´.

Somente com os auxílios da graça de Deus é que podemos vencer as misérias da nossa carne. Daí a importância de uma continua vigilância sobre nós mesmos, ao mesmo tempo em que vivemos uma profunda e perseverante vida de oração e de participação nos Sacramentos da Reconciliação (Confissão) e Eucaristia. Nestes Sacramentos, Jesus nos lava com o seu próprio sangue redentor, nos alimenta e cura a alma, a fim de que sejamos fortes contra as tentações . Nossa Mãe Maria é a Rainha da pureza e está sempre pronta a nos auxiliar nesta luta árdua. Precisamos recorrer a ela e nos colocarmos continuamente debaixo de sua proteção materna.

A luta contra as impurezas é da maior importância, não só para cada um de nós, mas principalmente porque cada batizado é ´membro de Cristo´ (1Cor12,27).

É preciso estarmos cientes de que, quando nos sujamos, sujamos também o Corpo de Cristo; aí está toda a gravidade da luxúria. Cada um de nós é parte do Corpo de Cristo, que é a Igreja; logo, o nosso pecado afeta toda a Igreja. Eis porque nos confessamos com um ministro seu, também, para nos reconciliarmos com ela.

FONTE: http://www.cleofas.com.br/virtual/texto.php?doc=MORAL&id=mor0111

JESUS CRISTO ANUNCIADO NAS ESCRITURAS!!!

´Para que se cumpram as Escrituras até o fim´ (Jo 19,28; 15, 25).

As Sagradas Escrituras anunciavam o Messias com muitos detalhes; e Jesus chamou a atenção para isto. Jo 5, 39 – ´As Escrituras dão testemunho de mim´. E foram os próprios judeus os guardas dos livros proféticos (séc XV a V aC), mas infelizmente não souberam reconhecer o Messias quando ele chegou... Com os discípulos de Emaús, o Senhor fez questão de enfatizar que as Escrituras falavam dele:

´E, começando por Moisés, percorrendo todos os profetas, explicava´llhes o que dele se achava dito em todas as escrituras´ (Lc24,27). ´Antes de tudo, sabei que nenhuma palavra da Escritura é de interpretação pessoal. Porque jamais uma palavra foi proferida por efeito de uma vontade humana. Homens inspirados pelo Espírito Santo falaram da parte de Deus´ (2 Pe 1,20´21).

Vamos mostrar resumidamente algumas passagens importantes que apontam para o Messias, indicando as suas características: Gen 17, 6s; 22, 18; 26,4 ´ Ele virá de Abraão: ´Tornar´te´ei extremamente fecundo, farei nascer de ti nações e terás reis por descendentes´. Gen 26,4: virá de Isaac: ´Multiplicarei tua posteridade como as estrelas do céu...´ Gen 28,14: virá de Jacó: ´Tua posteridade será tão numerosa como os grãos de poeira no solo...´ Gen 49,8s: Virá da tribo de Judá: ´Judá, teus irmãos te louvarão. .. Os filhos de teu pai te prostrarão em tua presença. Não se apartará o cetro de Judá...´ (Benção de Jacó). Dt 18,15 ´ ´O Senhor, teu Deus, suscitará dentre os teus irmãos um profeta como eu: é a ele que deveis servir´.

II Sam 7, 16 ´ ´Tua casa e teu reino estão estabelecidos para sempre diante de mim, e o teu trono está firme para sempre´. Lc 1,69 ´ ´Suscitou´nos um poderoso Salvador na casa de Davi, seu servo (como havia anunciado, desde os primeiros tempos, mediante os seus santos profetas). Ag 2,7 ´ O Messias penetrará no Templo novo: ´O explendor desta casa sobrepujará o da primeira´. Is 7,14 ´ ´Eis que a Virgem conceberá e dará a luz...Deus conosco´(Mt 1,23) Mq 5,1s ´ Nascerá em Belém: ´Mas tu, Belém, tão pequena entre os clãs de Judá, é de ti que sairá para mim aquele que é chamado a governar Israel´ (Mt 2,6). Os 11,1 ´ Voltaria do Egito: ´E do Egito chamei meu Filho´(Mt 2,15). Jer 31,15 ´ ´Ouve´se em Ramá uma voz, lamentos e amargos soluços. É Raquel que chora os filhos...´(Mt 2,8) Is 40,3 ´ Ml 3,1 ´A voz do deserto: ´Abri no deserto um caminho para ao Senhor...´(Mt 3,3) Sl 2,1 ´ ´Por que tumultuam as nações? ...E os príncipes se unem para conspirar contra o Senhor e contra o seu Cristo´.(At 4,26) Is 42 ´ A descrição do Servo: ´Eis meu Servo que eu amparo, meu eleito ao qual dou toda a minha afeição, faço repousar sobre ele o meu espírito... Para abrir os olhos aos cegos, para tirar dos cárceres os prisioneiros e da prisão aqueles que vivem nas trevas´(Mt 12,18) Is 9,1 ´ Pregaria na Galiléia ´ ´A terra de Zabulon e de Neftali... a Galiléia dos gentios, este povo que jazia nas trevas viu uma grande luz...´(Mt 4,15)

Is 61,1s ´ ´O Espírito do Senhor está sobre mim...´(Lc 4,14)

Jer7,11 ´ Zelo pela casa do Senhor ´ ´Está escrito: A minha casa é casa de oração; vós a transformastes em covil de ladrões´(Mt 21,12)

Sl 77,2 ´ Usaria de parábolas – ´Abrirei a boca para ensinar em parábolas, revelarei coisas ocultas desde a criação´ . (Mt13,14)

Zac 9,9 ´ Montado no jumentinho .´Não temas, filha de Sião, eis que vem o teu Rei montado num filho de jumenta´(Jo 12,15)

Sl 40,10 – Seria traído por alguém íntimo ´ ´Aquele que come o pão comigo, levantou contra mim o seu calcanhar´(Jo13,18)

Zac 11,12 ´ Seria vendido por 30 moedas: ´Eles pagaram´me apenas trinta moedas de prata...(Mt 27,9)

Is 53,3s – Sofreria terrivelmente ´ ´Homem das dores..., experimentado no sofrimento..., tomou sobre si nossas enfermidades..., carregou nossos sofrimentos..., castigado por nossos crimes, e esmagado por nossas iniquidades, o castigo que nos salva pesou sobre ele, fomos curados graças às suas chagas...., foi maltratado e não abriu a boca..., como um cordeiro que se conduz ao matadouro..., por um iníquuo julgamento foi arrebatado..., quem pensou em defender a sua causa..., morto pelo pecado do seu povo..., foi lhe dada sepultura ao lado de fascínoras..., ao morrer achava´se entre malfeitores..., se bem que não haja cometido injustiça alguma...´ (Mc15,28)

Is 50,6 – Sofreria pacientemente ´ ´Aos que me feriam apresentei as espáduas, e as faces àqueles que me arrancavam a barba; não desviei o rosto dos ultrajes e dos escarros.´

Sl 21, 19 – Detalhes do seu sofrimento ´ ´Meu Deus, meu Deus, por que me abandonastes?...(Mt 27,35). Todos os que me veêm zombam de mim... Dizem, meneando a cabeça: ´Esperou no Senhor, pois que Ele o livre, que o salve se o ama...´ Minha garganta está seca qual barro cozido, pega´se no paladar a minha língua.... Cerca´me um bando de malfeitores... Transpassaram minhas mãos e meus pés...

Poderia contar todos os meus ossos. Repartem entre si as minhas vestes, e lançam sorte sobre a minha túnica´.

Ex 12,46 – ´Nenhum osso será quebrado´.(Jo19,36) Sl 68,22 ´ ´Puseram fel no meu alimento, na minha sede deram´me vinagre a beber´. Zac12,10 ´ ´Olharão para aquele que transpassaram´(Jo 19,36)

Zac 13,7 ´ ´Fere o pastor e as ovelhas serão dispersas´. (Mt 26,21) Sl 117,22 ´ ´A pedra rejeitada pelos construtores, tornou´se a pedra angular; isto é obra do Senhor´ (Mt21,42).

Sl 109,1 ´ Ascensão ´ ´O Senhor disse a meu Senhor: Senta´te à minha direita até que eu ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés´(At 2,35).

Sl 15,8´11 ´ Ressurreição ´ ´A minha carne repousará na esperança. Não deixarás a minha alma na região dos mortos, nem permitirás que o teu santo conheça a corrupção´ (At 2,27) Tudo se cumpriu com rigorosa exatidão histórica. Tudo o que foi predito pelos profetas e pelas Escrituras se cumpriu rigorosamente com Jesus. ´É preciso que se cumpram as Escrituras até o fim ´(Jo 19,28)

1´ Tudo o que foi predito e realizado na vida de Jesus jamais poderia ser fruto da imaginação humana.

2´ As predições dos profetas foram contra a sua vontade e contra o sentir dos judeus, que jamais esperavam um Messias ´homem das dores´.

3´ Não há sentimentalismo nas Escrituras e nas previsões exatas dos profetas.

4´ Quem de nós será capaz de fazer previsões? Em que dia vai chover; quando e onde haverá terremotos, mortes, catástrofes, etc. Mesmo com a mais avançada técnica moderna, dotada de computadores, radares e satélites, sismógrafos e coisas semelhantes, somos surpreendidos pelas surprezas da natureza. O que dizer dos profetas que fizeram previsões sobre a vida de Jesus, com até 700 anos de antecedência? Quem de nós será capaz de dizer o que vai acontecer amanhã na vida de alguém?

Jo 5, 39 – ´As Escrituras dão testemunho de mim.´ Cumpriu´se aquilo que Felipe disse a Natanael:

Jo1,45s ´ ´Encontramos Aquele de quem Moisés escreveu na Lei e que os profetas anunciaram: é Jesus de Nazaré, filho de José´.

Jesus afirmou ser Deus

Jo 8,58 – ´Em verdade vos digo, antes que Abraão existisse Eu Sou´ Jo 8,56 – ´ Abraão, vosso Pai, exultou com o pensamento de ver o meu dia.´ Jo 10,36´38 ´ ´... como acusais de blasfemo aquele que o Pai santificou e enviou ao mundo, porque eu disse: Eu sou o Filho de Deus? Se eu não faço as obras de meu Pai, não me creais. Mas se as faço, e se não quiserdes crer em mim, crede nas minhas obras, para que saibais e reconheçais que o Pai está em mim e eu no Pai.´

Jo 10,33 ´ ´ Os judeus responderam: Não é por causa de alguma boa obra que queremos apedrejar´te, mas por uma blafêmia, porque, sendo homem, te fazes Deus.´

Jo 5,18: ´Por esta razão os judeus, com maior ardor, procuram tirar´lhe a vida, porque não somente violava o repouso do sábado, mas afirmava ainda que Deus era seu Pai e se fazia igual a Deus.´

Jo 19,7 ´ ´Responderam´lhe[a Pilatos] os judeus: nós temos uma lei, e segundo essa lei ele deve morrer, porque se declarou filho de Deus.´

Mc 14,61 ´ ´O sumo sacerdote tornou a perguntar´lhe: És tu o Cristo, o Filho do Deus bendito?´Jesus respondeu: eu o sou!´

Jo 8,12 ´ ´Eu sou a luz do mundo; aquele que me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida´.

Jo 9,5 ´ ´Eu sou a luz do mundo...´

Jo 9,36 ´ ´Crês no Filho do Homem? ´ Quem é ele, Senhor, para que eu creia nele? ´ Disse´lhe Jesus: ´Tu o vês, é o mesmo que fala contigo´. ´ Creio Senhor, disse ele, e prostrando´se adorou´o´.

Mt 21,9 ´ ´Hosana ao Filho de Davi. Bendito o que vem em nome do Senhor!...´

Jo 4,25ss – ´Respondeu a mulher: sei que deve vir o Messias (que se chama Cristo) ... Disse´lhe Jesus: ´Sou eu, quem fala contigo´.´ Mt 16, 13´20 ´ ´Tu és o Messias, o Filho de Deus vivo!...´ Feliz és tu Simão...´ Mt 5, 21´48 ´ ´Eu, porém, vos digo...´ Mt 9,2´7 ´ ´Os teus pecados estão perdoados...´ Mc 2, 27s – ´O sábado é o dia do Senhor. E Jesus é o Senhor do dia do Senhor´. Mt 16,25 – ´Quem perde a vida por minha causa, ganhá´la´á´. Mt 5, 12 –´ Felizes os que sofrem perseguição por minha causa.´ Jesus fez exigências enormes que só Deus poderia ter feito Lc 9, 23 ´ ´Se alguém quer vir após mim, renegue´se a si mesmo, tome cada dia sua cruz, e siga´me...´ Lc 14,25 – ´Se alguém vem a mim e não odeia seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos, suas irmãs, sim, até a sua própria vida, não pode ser meu discípulo´. Conclusão: Ou Jesus era Deus, como disse que é; ou então, foi um grande mentiroso e farsante. Mas, os inimigos da Igreja (os racinalistas) afirmaram que Jesus foi a mais bela criatura que já passou pela terra; portanto, não foi um farsante ou mentiroso; então, é Deus, como afirmou ser. Adoremos o Senhor!

FONTE: http://www.cleofas.com.br/virtual/texto.php?doc=DOUTRINA&id=dou0340

segunda-feira, 20 de julho de 2009

TESTEMUNHO DE JOYCE MONTEIRO LINS - EX-MÓRMON - ATUAL CATEQUISTA CATÓLICA E SERVA DE DEUS NA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DE CAMOCIM

CONHECEU A IGREJUECA DOS MÓRMONS, SE BATIZOU NESSE INFERNO. MAS TEVE UM ENCONTRO PESSOAL COM DEUS E PRA IGREJA CATÓLICA VOLTOU!!! O QUE DEUS ESCREVE, HOMEM NENHUM APAGA!!!

É com muita alegria que exponho pra todos os usuários e visitantes de blogs, o testemunho dessa minha irmã em Cristo, Joyce Lins! Ela faz parte do Grupo de Oração, Renascer, da RCC de CAMOCIM, que acontece aos sábados a partir das 19 hs na Igreja de São Pedro! Veja o que ela mesma escreceu:

"É para a honra e glória do Senhor Jesus que hoje sou da Renovação Carismática Católica de Camocim/CE. Como uma pessoa renovada no Espírito, deixo o meu testemunho para todos os que acessam este blog. No ano de 2004, batizei-me na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, mas conhecida como "Igreja dos Mórmons". Frequentei essa Igreja por três meses, mal sabia o inferno que iria viver. Apesar do pouco tempo ali, estava imersa no próprio pecado e condenação de minha vida. Eu não tinha uma espiritualidade amadurecida(...)
Depois de muitos questionamentos, viajei para Terezina/PI no intuito de visitar meus pais biológicos. Minha família é toda batizada nessa seita. Comecei então, a ter aulas com os "elders" (missionários mórmons). Era o início de minha perdição! Ao retornar para Camocim, resolvi procurar a Igreja dos Mórmons e me batizei, ou seja, neguei a Jesus Cristo. Acredito que não estava em minha sã consciência, por ter me deixado levar por essa aberração. Eles são verdadeiros enganadores, pois a manifestação do ímpio será acompanhada pelo poder de Satanás, de toda a sorte de potentos, sinais e prodígios enganadores.
Durante esse período, tinha passado a detestar Nossa Senhora. Mas isso não é o pior! Acreditava numa igreja que não anunciava Jesus, mas sim um profeta (Joseph Smith).
Minha família adotiva, apesar de ser católica, acompanhou essa triste trajetória da minha vida, embora tenha me posto de sobreaviso, deixando-me a escolha do meu livre-arbítrio.
Bem, depois que comecei a frequentar aquela igreja, passei dias e noites terríveis. Não dormia, tinha pesadelos, vivia bastante perturbada. Nesse estado, não conseguia perceber o motivo de tudo aquilo estar acontecendo comigo. Comecei então, a abrir os olhos para a realidade. Percebi que estava numa igreja que se opunha a tudo o que Cristo pregou, como por exemplo: a verdadeira origem da fé cristã e o próprio Evangelho; contestação da veracidade do Divino Espírito Santo e menosprezo com relação ao uso da Bíblia. Aos poucos, constatei o tamanho do absurdo que eu havia cometido estando ali, um lugar diabólico em que se mesclava a profanação do próprio Senhor Jesus Cristo. Por último, o que me fez sair definitivamente daquela realidade sombria, foi um pesadelo de possessão. Aquilo me deixava tão aterrorizada que só dormia com a Bíblia debaixo do travesseiro. Então, a partir daí, procurei a Igreja Católica, confessei-me e hoje sou uma pessoa totalmente curada e feliz para a honra e Glória do Senhor."

quarta-feira, 8 de julho de 2009

TESTEMUNHO: O PODER DA INTERCESSÃO DE UMA MÃE!!!

A ação de Deus, através dos serviços e projetos que a Renovação Carismática Católica desenvolve tem atingido muitas vidas. São inúmeros os testemunhos de pessoas que tiveram um encontro pessoal com Jesus através da RCC e tiveram suas vidas transformadas. Como o Gleyson, do Maranhão, que após receber o batismo no Espírito Santo, num evento de evangelização da RCC mudou radicalmente. No passado, ele vivia no mundo do crime; hoje é um evangelizador....


Testemunho enviado por Gleyson Cunha

“Aos 15 anos experimentei o álcool e não demorou muito para entrar no mundo das drogas. Com 16 anos, me tornei chefe de uma gangue, em São Luis/MA, e logo não demorou muito para traficar, além do vício do sexo livre. Cheguei muito perto de morrer pela polícia e pelas outras gangues. O ódio pelo meu pai era muito grande, e naquele momento eu já era tão perigoso que todos tinham medo de mim. Passei a ficar de segunda a segunda fora de casa. Até meses. Quando chegava minha santa mãe estava rezando o Rosário por mim. Por três vezes tentei o suicídio. Fui ao fundo do poço mesmo. Drogas, gangues, prostituição, brigas, revoltas, ódio e mais, passei a odiar tudo o que era sagrado. Mas não sabia eu que Deus me amava mesmo assim. As minhas amizades eram pesadas. Achava-me dono do mundo. Busquei o mundo escuro e fácil. Eu tinha deixado a igreja após minha crisma, minha família estava já toda destruída por minha causa. Meus irmãos também já queriam entrar naquele mundo. O que fazer? Foi então, quando já no fundo do poço, vi um outdoor da RCC, convidando para um encontro de Pentecostes. Eu fui lá e quem estava pregando era o Ironi. Foi no dia de Pentecostes. Lembro que fui batizado no Espírito Santo. Foi ótimo. A minha vida a partir dali mudou e hoje, para a glória de Deus, estou livre. Perdoei e pedi perdão a todos que magoei, para meu pai e minha mãe. Fiz um caminho de libertação e cura interior na minha vida. Busquei formação. Hoje sou pregador do meu estado do Maranhão. Faço parte do núcleo da pregação do Maranhão e Diocese. Sou fundador de uma comunidade católica para recuperar os jovens e famílias, chamada Fonte de Vida, em comunhão com a RCC. Sou casado, pai de duas filhas lindas, uma esposa santa e do ministério de pregação também. Agora vivo a pregar e levar o nome de Jesus em todo o Maranhão. Sei que Ele me chama para ir além, pois Ele deseja que todos saibam que Jesus Cristo é o Senhor! Amém. Aleluia. Deus abençoe e salve Maria ! Abraço em Cristo.”

FONTE CONSULTADA: http://www.rccbrasil.org.br/testemunho.php?testemunho=3

Total de visualizações de página