PAZ E FOGO!!!! SEJAM BEM VINDOS AOS NOSSO AMBIENTE VIRTUAL

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Bispo da Diocese de Palmares proíbe o uso de bebidas alcoólicas em eventos públicos eclesiais





Procurando evitar transtornos e desvios de valores dos atos festivos da Igreja Católica, além da condição em evitar todo escândalo e todo procedimento que possa afastar a comunidade e impedir os simpatizantes de se aproximar, Dom Henrique Soares da Costa – Bispo Diocesano de Palmares, vinculado a Província da CNBB Regional NE2, baixou o Decreto nº 02/2014, tornando total e absolutamente proibido o uso de quaisquer bebidas alcoólicas em eventos públicos oficiais de paróquias, movimentos, grupos ou pastorais da Diocese de Palmares, na Mata Sul de Pernambuco.
Para o Bispo, se faz necessário respeitar o trabalho da Igreja na Pastoral da Sobriedade, que visa libertar do vício do álcool os que dele dependem e restaurar as famílias destruídas por este tremendo vício. Segundo o Decreto, os escândalos, mal-estares e motivo de críticas à Igreja de Cristo que o consumo de bebidas alcoólicas em encontros de católicos provoca, devem ser prevenidos. O Decreto entrou em vigor  desde o último dia 07 de novembro, quando foi publicado.

http://www.avozdavitoria.com/noticias/bispo-de-palmares-proibe-consumo-de-bebidas-alcoolicas-em-eventos-da-igreja/

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

O Dom da oração em línguas- Grupo de Oração- C/ Eliana Ribeiro

Todos os suicidas vão para o inferno?

7cd219165be321505d2637fcfb3b15f9
O caso de Brittany Maynard, que se suicidou no dia 1º de novembro porque tinha câncer terminal e cujo drama está sendo usado para promover a eutanásia, despertou a reflexão sobre o destino das pessoas que acabam com a própria vida.
O Catecismo da Igreja Católica assinala que o suicídio é um ato grave e no numeral 2283 indica claramente que“não se deve desesperar da salvação eterna das pessoas que se suicidaram. Deus pode, por caminhos que só Ele conhece, oferecer-lhes a ocasião de um arrependimento salutar. A Igreja ora pelas pessoas que atentaram contra a própria vida”.
O Pe. Guillermo Leguía, professor de teologia moral da Faculdade de Teologia Pontifícia e Civil de Lima (Peru) explica que não é correto dizer que a pessoa que se suicida vai para o inferno.
Em declarações ao Grupo ACI, o sacerdote peruano indica que “sim é correto dizer que o ato de suicidar-se é um ato que está mal, mas ninguém pode fazer um julgamento sobre os elementos que ocorrem no coração da pessoa que fazem com que esse ato que está mal seja plenamente imputável”.
“Ninguém pode conhecer ou saber se a pessoa que se suicida vai para o inferno. Além disso, a Igreja não ensina isso”, precisa.
Para Dom Fernando Chomali, Arcebispo de Concepção (Chile), perito em bioética e membro da Pontifícia Academia para a Vida, no caso de um suicida é necessário considerar os aspectos psicológicos e psiquiátricos, assim como o fato de que para todas as pessoas “a misericórdia de Deus é muito grande”.
“Penso que há pessoas que chegam a um alto nível de desespero pela doença; e pode ser que a eutanásia ou o homicídio terminem sendo uma ‘resposta’ à grande solidão que essa pessoa sente”, comenta ao Grupo ACI.
O Pe. Leguía disse também sobre este caso que “é importante distinguir entre o ato que a Igreja ensina que está errado (suicídio) e o pecador a quem a Igreja sempre ama com um coração infinito e com uma misericórdia infinita. E bom, saber que às vezes há um conjunto de atos que embora estejam mal não são plenamente imputáveis ao ator”.
O sacerdote disse também que Brittany Maynard esteve “condicionada e saturada pela experiência da dor, da angústia, que é uma tragédia. Esta mulher sucumbiu ante um mar de tribulações e de emoções mal dirigidas que indubitavelmente diminuem a responsabilidade e a liberdade”. Entretanto, acrescentou, “isso não significa que o ato não seja um ato livre, mas podem haver atenuantes para a sua plena atribuição e responsabilidade”.
De outro lado, Dom Fernando Chomali, que publicou no dia 5 de novembro uma carta pastoral sobre a eutanásia que em países como o Chile o governo pretende aprovar, disse que é importante pensar “seriamente o que pode significar uma sociedade onde cada um possa dispor de seu corpo como se fosse uma propriedade pessoal. A verdade é que o corpo não nos pertence já que tem, ademais, uma dimensão social e é obvio outra sagrada que é preciso considerar”.
Depois de afirmar que diante de casos como o de Brittany é importante o “apoio espiritual, humano e psicológico” para que as pessoas não se suicidem, o prelado afirmou que “a sociedade empreende um caminho perigoso ao ser permissiva com a eutanásia”.
“A Igreja Católica diz não à eutanásia e ao encarniçamento terapêutico, e diz sim aos cuidados paliativos; e, sobretudo, sim a muito amor e muito acompanhamento”, concluiu.

Suposto ‘evangelho’ perdido divulgado pela mídia recebe severas críticas de especialistas e tem autenticidade questionada.

xjesus-em-the-bible-301x200.jpeg.pagespeed.ic.TgmDfgM8Ef
“Jesus teria casado com Maria Madalena e teria sido pai dedicado de dois filhos!”  É o que defende um novo livro lançado na Inglaterra esta semana, que traz a tradução de um antigo manuscrito que foi batizado de “Evangelho Perdido de Jesus”.
O texto escrito em aramaico tem cerca de 1.500 anos de idade, revelando detalhes da vida de Jesus cerca de 13 anos antes da sua crucificação. Entre os dados curiosos está que Maria Madalena era a mesma pessoa que a Virgem Maria.
Embora pareça obra de ficção, o livro The Lost Gospel, foi escrito pelo professor Barrie Wilson, que leciona Estudos Religiosos na York University de Toronto, e o escritor e cineasta Simcha Jacobovic. No dia 12, quando será oficialmente lançado, eles prometeram revelar os nomes dos dois filhos de Cristo e Maria Madalena.
O material traz relatos como uma tentativa de assassinato contra Maria e os filhos, além das conexões políticas de Jesus com o imperador Tibério e um soldado influente chamado Sejano. Mais detalhes serão mostrados à imprensa na conferência realizada esta quarta na Biblioteca Britânica. O local foi escolhido por que após ser comprado pelo Museu Britânico em 1847, acabou sendo enviado para a Biblioteca Britânica 20 anos atrás, onde foi “descoberto” pelos autores.
Wilson e Jacobovic passaram meses traduzindo o texto, que recebe severas críticas de especialistas. Sua autenticidade foi questionada, bem como sua precisão histórica. Este não é o primeiro registro a afirmar que Jesus se casou com Maria Madalena. Desde o sucesso do livro e filme ficcional “O Código Da Vinci”, de Dan Brown, na década passada, o assunto teve seu interesse renovado.
O “Evangelho Perdido” possui 29 capítulos e seria uma cópia produzida no sexto século de um original redigido no primeiro século.  Os tradutores afirmam que o relato do casamento é feito por meio de uma história codificada, recontando o que seria o casamento do personagem do Antigo Testamento José e sua esposa egípcia Aseneth.  Esses seriam codinomes para Jesus e Maria Madalena.
Em 2012, um fragmento de papiro egípcio escrito em copta com conteúdo similar foi descoberto. Contudo, os resultados do teste de datação reforçaram a probabilidade de ser fraudulento, segundo o Vaticano.
Mostrado ao mundo por Karen King, pesquisadora da renomada Universidade Harvard, ele teria sido escrito no século IV, mas provavelmente é apenas a cópia de um texto anterior, datado de 150 d.C.
Esse tipo de “nova revelação” sobre a figura de Jesus surgiu repetidas vezes ao longo da história em livros “apócrifos”. Entre os mais famosos são evangelhos atribuídos a Maria Madalena e aos apóstolos Tomé e Judas. Contudo, embora falem sobre a vida de Jesus de modo divergente dos Evangelhos do Novo Testamento, não mencionam uma esposa e tampouco filhos de Jesus.
 , professor de Novo Testamento do Seminário Teológico de Lancaster, escreveu um longo artigo rebatendo as afirmações especialmente por que Simcha Jacobovici já tentou outras vezes contrariar o relato das Escrituras, apresentando ao mundo um “túmulo de Jesus” que mais tarde provaria ser uma fraude. O pastor e teólogo Alessandro Brito, que estudou na Inglaterra com o Dr. Pieter Lallaman, diz que esse assunto é antigo, não passando de “ficção  e enredos de romance”.

Satanismo para crianças. A fronteira do mal se estende…

satanismocriancas
A propaganda mundial do satanismo vai mar alto. Por toda parte ouvimos falar de manifestações satânicas, organizadas por autoridades políticas ou pelo menos sem oposição destas.
Dir-se-ia que, diante da brutal degradação dos costumes atualmente existente, como também das leis e dos atos dos homens, os demônios acharam que era chegada a hora de dizer: “Estou aqui. Sou eu mesmo que dirijo a sarabanda rumo ao Inferno”.
Aquilo que estava oculto, agora sai à luz do dia. São as missas negras ostensivamente promovidas em várias partes do mundo e com grande publicidade; é a satânica mostra na Bienal de São Paulo; é o direito de cidadania concedido aos ritos diabólicos; e assim por diante.
Chega-nos agora a notícia de que manifestações satânicas buscam atingir também as crianças. Tinha de ser! O demônio não tolera a inocência. Informa-nos o site da America Needs Fatima (A América necessita de Fátima), que o Conselho de Educação Escolar Pública do condado de Orange, no Estado da Florida, aprovou um livro para colorir… satanista. Para as crianças!!!
O Conselho deu permissão ao chamado Satanic Temple(Templo satânico: organização satanista que promove rituais diabólicos) para distribuir literatura aos alunos do Condado. E isso inclui um “livro para colorir”, infantil, de teor satanista.
Na página 1 do livro de colorir há imagens de um professor e crianças em uma sala de aula, juntamente com uma menina satanista chamada Annabel. A legenda diz: Annabel está difundindo conhecimento e ajudando a dissipar o medo e a ignorância, ao apresentar seu ritual satânico para a classe …”
A página 3 mostra o desenho de uma aconchegante sala de aula, com lareira e prateleiras de livros. Annabel está sentada em uma cadeira, com um sorriso nos lábios, lendo um livro que tem um pentagrama mágico na capa. Na parede, um quadro sobre a lareira representa uma família numerosa, na qual a mãe satanista tem dois chifres salientes na cabeça. E o pai satanista, careca, sentado em uma cadeira, igualmente com chifres, vestindo uma camiseta tipo Anton LaVey [fundador da igreja de Satã], com a figura de um bode. E Annabel está segurando o que parece ser um cálice ou copo de vinho. A legenda diz: “Colore o estudo de Annabel, que contém literatura e filosofia satânicas”.
A página 8 do livro apresenta um “código secreto” para as crianças decodificarem, com a legenda: Annabel enviou a Damian um bilhete durante a aula, mas é SEGREDO! Ajuda Damian a desvendar o código secreto para descobrir o que Annabel quer lhe dizer”. A resposta é chocante: “Ouve a minha oração, Satanás, bendito sejas”.
Na página 5 encontra-se o seguinte texto: Whopper [o Mentiroso, o Pai da Mentira] é grande e por vezes assustador, porque ele tem dificuldade em dizer o que está em sua mente. Ajude Damian e Annabel a ter paciência e a mente aberta para decifrar o que ele quer dizer.”
Trabalhar para a satanização das mentes infantis é certamente um dos maiores pecados que se possam cometer. E, no entanto, ela é promovida abertamente com todas as autorizações necessárias.
Como foi possível descer até esse extremo? Foi através do permissivismo moral, religioso e doutrinário. Uma vez que se adote o princípio de que tudo é permitido, de que é proibido proibir, o demônio se apresenta e diz: Por que não também eu?
Outro foi o ensinamento de Nosso Senhor Jesus Cristo, quando afirmou indignado: “Todo o que fizer cair no pecado a um destes pequeninos que crêem em mim, melhor lhe fora que uma pedra de moinho lhe fosse posta ao pescoço e o lançassem ao mar!” (Mc 9,42).
Autor:  Gregorio Vivanco Lopes.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

PROGRAMAÇÃO DO FESTEJO DO PADROEIRO DE CAMOCIM - 2014


A Paróquia de Camocim realizará de 13 a 23 de novembro mais um tradicional festa do seu padroeiro, Senhor Bom Jesus dos Navegantes, Com o tema “A misericórdia de Bom Jesus torna-se realidade quando defendemos a vida”. 

Serão 10 (dez) dias de atividades religiosas com missas, novenas, adoração ao Santíssimo Sacramento, além de programação social. Confira a programação abaixo:

13/11/2014 – quinta-feira
05:15h – Despertar com alvorada festiva, carro de som nas ruas e orações do santo terço na Igreja Matriz. Após o terço o café comunitário no Salão Paroquial.
09h – Adoração ao Santíssimo Sacramento
17h30min - Concentração na praça do Coreto para sair em caminhada
18h30min – Hasteamento da Bandeira
19h - Celebração Eucarística
Convidados: Pólos de evangelização, movimentos, pastorais, associações, e toda a Comunidade Paroquiana de Camocim
Liturgia: Pastoral Litúrgica da Matriz.
Música: Ministério de Música da Matriz

14/11/2014 – sexta-feira
9h – Adoração ao Santíssimo Sacramento
18h15min – Terço Mariano
19h – Celebração Eucarística  com a 1ª Novena.
Responsável: Pólo Cruzeiro  CONVIDADOS:  Apostolado da Oração, Ir. S. Sacramento, O.V.S.,
Liturgia: Polo Cruzeiro
Música: Ministério de Música do Cruzeiro

15/11/2014 - Sábado
9h – Adoração ao Santíssimo Sacramento
18h15min – Ofício da Imaculada Conceição
19h – Celebração Eucarística com a 2ª  Novena
Responsável: Renovação Carismática Católica
Convidados: Ministros da Palavra, Ministros da Eucaristia e Com. Coqueiros
Liturgia: Renovação Carismática Católica
Música: RCC

16/11/2014 – Domingo
09h – Missa das Crianças
18h15min – Terço Mariano.
19h –Celebração Eucarística com a 3ª Novena.
Responsável: Polo Matriz
Convidados: Catequese, SSVP, JSJ, JRJ, JUCA e todos os Jovens da paróquia
Liturgia: Pastoral Catequética com a participação dos Jovens
Música: Banda Apóstolos

17/11/2014 - segunda-feira
9h – Adoração ao Santíssimo Sacramento
18h15min – Terço Mariano
19h– Celebração Eucarística com a 4ª Novena.
Rsponsável: Polo São Pedro
Convidados: Com. São Pedro, Pastoral da Criança, Dizimistas
Liturgia com Música: Polo São Pedro

18/11/2014 – terça-feira
9h – Adoração ao Santíssimo Sacramento
18h15min– Terço Mariano
19h –  Celebração Eucarística com a 5ª Novena
Responsável: Polo N.Sra. de Nazaré
Convidados: Legião de Maria,Cong. Mariana, Mãe Rainha,Terço dos Homens
Liturgia: Polo N. Sra. de Nazaré
Música: Coral Rosa de Saron

19/11/2014 - quarta-feira
9h – Adoração ao Santíssimo Sacramento
18h15min – Terço Mariano.
19h –Celebração Eucarística com a 6ª Novena.
Responsável: Polo Santo Expedito
Convidados: Pastoral do Idoso, profissionais da educação e da saúde, comerciantes e comerciários.
Liturgia com música: Polo Santo Expedito

20/11/2014 – quinta-feira
9h – Adoração ao Santíssimo Sacramento
18h15min – Terço Mariano
19h – Celebração Eucarística com a 7ª Novena.
Responsável: Polo Olinda e Serviço de Animação Bíblica
Convidados: Irmãs Capuchinhas , O.F.S., JUFRA e  Past.vocacional
Liturgia: Polo Olinda e Serviço de Animação Bíblica
Musica: Coral Raio de Luz

21/11/2014 – Sexta-feira
9h – Adoração ao Santíssimo Sacramento
18h15min – Terço Mariano
19h – Celebração Eucarística com a 8ª Novena.
Responsável: Comunidades do Setor Torta e demais comunidades
Convidados: Com.Torta, Sítio São Mateus, Olho D'água, Moreias, Mariano, Kms, Maceió, Aborrecido, Flamenga dos Reginos e Assent. Palmares
Liturgia: Comunidades do Setor Torta
Música: Coral CUCA

22/11/2014 - Sábado
9h – Adoração ao Santíssimo Sacramento
18h15min – Ofício da Imaculada Conceição.
19h –  Celebração Eucarística com a 9ª Novena.
Responsável: Comunidade da Área Missionária N. Sra. de Fátima
Convidados:.Área Missionária N.Sra.de Fátima, Prefeitura Municipal, Polícia Militar, Marinha do Brasil Tiro de Guerra e Guarda Municipal,
Liturgia: Área Missionária N. Sra. de Fátima
Música: Min. de Música do São Francisco

23/11/2014–Domingo (Dia de Cristo Rei) e Dia do Leigo (a)
9h – Missa das Crianças com o  Coral Água Viva.
10h30min - Batizados
18h –Celebração Eucarística.
19h – Procissão e  arreamento da Bandeira.
Liturgia: Pastoral Litúrgica da Matriz
Música: Ministério de Música da Matriz.

Programação social
14/11- Show com Naldo
15/11-Leilão da Matriz
16/11-Show com a banda Apóstolos
20/11- Maestro Miguel e seus boleros
21/11-Leilão das comunidades
22/11-Leilão dos garrotes
23/11-Show com a banda Só Pra Jesus

segunda-feira, 6 de outubro de 2014


ELEIÇÕES 2014: EM DEFESA DA VIDA OU A FAVOR DO ABORTO?



(Texto aprovado na reunião da Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 – CNBB, em 23/08/2014)
Em janeiro de 2014, o papa Francisco, ao dirigir-se ao corpo diplomático sediado no Vaticano, declarou que «causa horror só o pensar que haja crianças que não poderão jamais ver a luz, vítimas do aborto», pecado que o santo padre qualificou de manifestação da «cultura do descarte» contemporânea e «negação da dignidade humana» FONTE:(cf.http://w2.vatican.va/content/francesco/pt/speeches/2014/january/documents/papa-francesco_20140113_corpo-diplomatico.html)
A dignidade inviolável da vida humana inocente, em todas as suas fases, não é apenas um princípio do Evangelho como também um fundamento para a construção de uma sociedade que promova efetivamente a dignidade da pessoa humana. É com esse pensamento, e com o propósito de atender aos apelos do papa Francisco, como também dos papas anteriores, Bento XVI e S. João Paulo II, que a Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul-1 da CNBB vem a público, neste período de eleições, propor uma reflexão sobre esse assunto de vital importância, sem medo de exercer igualmente o papel profético da denúncia, convencida de que calar-se sobre este ponto equivaleria a omitir-se gravemente no cumprimento de sua missão.
Infelizmente, ao se fazer um balanço sobre a atuação do atual governo na questão da defesa da vida, os resultados obtidos foram indiscutivelmente sombrios. Neste período de governo, podemos assinalar os seguintes fatos:
01) A Presidente deu continuidade e renovou por três vezes o convênio com a Fundação Oswaldo Cruz, tendo por objeto o “estudo e pesquisa para legalizar o aborto no Brasil”; ao ser renovado pela presidente, o objeto passou a ser estrategicamente designado como “estudo e pesquisa sobre o aborto para fortalecer o Sistema Único de Saúde”, mas a equipe contratada continuava sendo a mesma, constituída pelos principais ativistas e representantes das ONGs que promovem, no Brasil, o reconhecimento dos “direitos sexuais e reprodutivos das mulheres”, expressão eufemística criada na Conferência do Cairo para abrir espaço ao direito do aborto.
02) Nomeou como ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres a socióloga Eleonora Menicucci, que fez diversos pronunciamentos públicos apoiando a legalização do aborto. Em 6 de junho de 2012, essa ministra declarou à Folha de São Paulo que «o governo entende que não é crime orientar uma mulher sobre como praticar o aborto». No mesmo dia a Secretaria de Atenção à Saúde do próprio Ministério declarou ao mesmo jornal que «o Sistema de Saúde brasileiro passará a acolher as mulheres que desejam fazer aborto e orientará como usar corretamente os métodos existentes para abortar» e que «Centros de aconselhamento indicarão quais são, em cada caso, os métodos mais eficazes».
03) Em fevereiro de 2013, o então ministro da Saúde, atualmente candidato ao governo do Estado de S. Paulo, em reunião com o presidente da Câmara Federal, solicitou que fosse votado em regime de urgência, um projeto de lei de autoria da deputada Iara Bernardi (PT), reapresentado em 2013 como PL 03/2013. Tal projeto de lei, apresentado simplesmente como dispondo sobre “atendimento obrigatório e integral de pessoas em situação de violência sexual”, não menciona explicitamente a palavra ‘aborto’, mas, conforme reconheceu sua própria autora, a deputada Iara Bernardi (PT), procura dar força de lei às normas técnicas do Ministério da Saúde que dispõem sobre o aborto supostamente legal, ainda que não haja no Brasil lei alguma definindo o aborto como direito em caso algum.
Após ter sido impulsionado em todas as etapas de tramitação por parlamentares da frente governista, este PL 03/2013 foi aprovado por unanimidade na Câmara dos Deputados em 5 de março e no Senado em 4 de julho, sendo transformado na Lei Federal n. 12.845/2013 após ter sido sancionado e promulgado pela presidente Dilma Rousseff (PT) no dia 1º de agosto de 2013. Essa Lei n. 12.845, que ganhou o apelido de Lei Cavalo de Troia pela forma enganosa como foi apresentada ao Congresso, institui o aborto como prática obrigatória em todos os hospitais públicos e conveniados com o SUS, sem respeito pela objeção de consciência dos hospitais mantidos pela Igreja Católica ou outras comunidades religiosas. Exige-se que o médico pratique o aborto, mesmo contra a própria consciência, quando não houver outro médico disposto a praticá-lo.
Outra novidade da Lei Cavalo de Troia é a definição de “violência sexual” como “qualquer relação sexual não consentida”, expressão que permite ser interpretada da maneira mais ampla possível e sem necessidade de apresentação de qualquer prova, nem mesmo boletim de ocorrência. Aliás, desde setembro de 2007, o PT assumiu em seu programa estatutário a legalização do aborto e a execução dessa prática em todos os casos no serviço público. Além do PT mais oito partidos políticos, registrados no Tribunal Superior Eleitoral, incluem explicitamente em seus estatutos ou programas a legalização do aborto, a saber: o Partido Comunista Brasileiro (PCB), o Partido Popular Socialista (PPS), o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), o Partido da Causa Operária (PCO), o Partido Democrático Trabalhista (PDT), o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) e o Partido Verde (PV).
Quanto à realização de um plebiscito sobre a legalização do aborto, em 2007, quando da visita do papa Bento XVI ao Brasil, o então secretário-geral da CNBB declarou que “Colocar em plebiscito o direito de matar é um absurdo. Ninguém gostaria que seu direito de viver dependesse do resultado de um plebiscito”. S. João Paulo II na sua encíclica “Evangelium Vitae” assim se expressa: “Quando uma maioria parlamentar ou social decreta a legitimidade da eliminação, mesmo sob certas condições, da vida humana ainda não nascida, por ventura não assume uma decisão ‘tirânica’ contra o ser humano mais débil e indefeso? Porventura (os crimes contra a humanidade) deixariam de ser crimes, se, em vez de terem sido cometidos por tiranos sem escrúpulos, fossem legitimados por um consenso popular? Não se pode mitificar a democracia até fazer dela o substituto da moralidade.” (EV 70). Infelizmente, a candidata do PSB à Presidência da República apoia a realização de um plebiscito sobre a legalização do aborto no Brasil. Esse posicionamento contradiz o direito à inviolabilidade da vida humana desde a concepção até à morte natural, sempre defendido pela Igreja.
É bom que se recorde igualmente que os serviços de aborto, supostamente legal (sendo que não há lei que defina o aborto como direito no Brasil), começaram na prefeitura de São Paulo, em 1989, durante a gestão da atual coordenadora geral da campanha de Marina Silva, com a portaria n. 692/1989, do então Secretário Municipal de Saúde, hoje candidato do PV, que também apoia explicitamente o aborto em seu programa estatutário.
Em seu artigo sobre “Fé e Política”, o Bispo de Guarulhos SP, escreve:” Se um candidato…escolheu um partido que tem posições contrárias à defesa da vida, desde a sua concepção até à morte natural, e vincula e obriga os seus membros a esta posição, seria imoral para o cristão fazer tal opção política.” (Folha Diocesana de Guarulhos, n° 212, julho de 2014).
A Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul-1 da CNBB recomenda a todos os cidadãos muito discernimento nestas eleições, para que o nosso voto fortaleça a defesa da Vida Humana em todas as suas fases e não contribua a espalhar a “cultura do descarte” de seres humanos, denunciada pelo papa Francisco.
COMISSÃO EM DEFESA DA VIDA DO REGIONAL SUL-1 DA CNBB ASSINAM ESTE FOLHETO OS COORDENADORES DAS COMISSÕES DIOCESANAS EM DEFESA DA VIDA (CDDVS) DAS (arqui)DIOCESES (em ordem ALFABÉTICA) DE:
Campinas – Diácono João VICENTE DA Silva; Guarulhos – Maria LEÔNIA DA Silva; Itapetininga – Irmã Aparecida Reis; S. André – ROBERTO VERTAMATTI; S. José dos Campos – João Pinheiro Neto; E, o Coordenador da Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1- pe. Berardo Graz “Autorizam a divulgação deste texto o Presidente da Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB, DOM JOSÉ BENEDITO SIMÃO, e o Bispo Referencial da Pastoral Familiar do mesmo Regional Sul 1 DOM EMÍLIO PIGNOLI”

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Os Males da Masturbação


MASTURBAÇÃO
(Ef 5, 3)
“Fornicação e qualquer impureza... nem sequer se nomeiem entre vós, como convém a santos”.

O apóstolo não condena somente a fornicação, mas qualquer impureza. Edições Theologica comenta:“Nos nossos dias são muitos os cristãos aos quais toca viver, tal como os da Ásia Menor, no meio de uma sociedade um tanto paganizada, inclinada a certas imoralidades (cfr Rm 1, 24-27). Entre elas não costuma faltar, como então, a fornicação e a impureza em geral (cfr Cl 3,5). Não obstante, a corrupção de costumes, por muito espalhada que esteja no ambiente, deve ser combatida com toda a energia, sobretudo com o exemplo da vida limpa, própria daqueles que aspiram à santidade, por serem templos do Espírito Santo (cfr l Cor 6,19) e membros de Cristo (cfr l Cor 6,15).

Por isso o Apóstolo adverte: ‘A fornicação e toda a impureza ou ambição, nem sejam sequer mencionadas entre vós’. A última parte da frase também se poderia traduzir: ‘nem se diga a respeito de vós’ ou seja, os cristãos hão de viver com tal esmero a castidade e as virtudes com ela relacionadas, que nem sequer devem dar a mais mínima ocasião aos estranhos para os acusar de impuros. Não obstante, a razão última pela qual há de viver a virtude da pureza não é o medo ao que dirão, mas o amor a Deus, que é nosso Pai, e o respeito pelo próprio corpo, que é a morada da Santíssima Trindade”
.
O que é a masturbação? Por masturbação se deve entender a excitação voluntária dos órgãos genitais, a fim de conseguir um prazer venéreo.

A Santa Igreja nos orienta: “É finalidade de uma autêntica educação sexual favorecer um progresso contínuo no domínio dos impulsos; para se abrir, no tempo oportuno, a um amor verdadeiro e oblativo. Um problema particularmente complexo e delicado que se pode apresentar, é o da masturbação e das suas repercussões no crescimento integral da pessoa. A masturbação, conforme a doutrina católica constitui, uma grave desordem moral, principalmente porque é uso da faculdade sexual numa maneira que contradiz essencialmente a sua finalidade, não estando ao serviço do amor e da vida conforme o plano de Deus. Um educador e conselheiro perspicaz deve esforçar-se por individuar as causas do desvio, para ajudar o adolescente a superar a imaturidade que está por baixo deste hábito. Do ponto de vista educativo, é preciso lembrar que a masturbação e outras formas de auto-erotismo, são sintomas de problemas muito mais profundos, os quais provocam uma tensão sexual que o sujeito procura superar recorrendo a tal comportamento. Este fato exige também a necessidade de que a ação pedagógica seja orientada mais para as causas do que para a repressão direta do fenômeno. Mesmo tendo em consideração a gravidade objetiva da masturbação, use-se da cautela necessária na apreciação da responsabilidade subjetiva. Para ajudar o adolescente a sentir-se acolhido numa comunhão de caridade e arrancado da cela do próprio eu, o educador ‘deverá tirar todo o drama do fato da masturbação e não diminuir a sua estima e benevolência para com o sujeito’; deverá ajudá-lo a integrar-se socialmente, abrir-se e interessar-se pelos outros, para poder libertar-se desta forma de auto-erotismo, encaminhando-se para o amor oblativo, próprio de uma afetividade madura; ao mesmo tempo o estimulará a recorrer aos meios indicados pela ascese cristã, como sendo a oração e os sacramentos e a empenhar-se nas obras de justiça e de caridade”

 (Sagrada Congregação para a Educação Católica, Orientações educativas sobre o amor humano – linhas gerais para uma educação sexual, 98-100).

É hoje frequente pôr em dúvida ou negar explicitamente a doutrina de sempre do Magistério da Igreja, que considera a masturbação como grave desordem moral.

Apoiando-se na Psicologia ou na Sociologia, há quem procure demonstrar que se trata de fenômeno normal da evolução sexual, sobretudo na juventude, e que, portanto, se não pode dar falta real e grave senão na medida em que deliberadamente se procura o prazer.

Ainda que, em muitos casos, se apresente o apoio das estatísticas, não se pode esquecer que os inquéritos sociológicos não fazem mais que registrar fatos, e os fatos não podem constituir critério para julgar da moralidade dos atos humanos, pois esse critério está apenas na Lei moral objetiva.

O ensino da Igreja é claro: “Apesar de certos argumentos de ordem biológica ou filosófica, de que por vezes se têm servido os teólogos, tanto o Magistério da Igreja, de acordo com a tradição constante, como o senso moral dos fiéis, têm afirmado sem dúvida alguma que a masturbação é um ato intrínseco e gravemente desordenado. A razão principal é que o uso deliberado da faculdade sexual fora das relações conjugais normais contradiz essencialmente a sua finalidade, seja qual for o motivo que o determine”

 (n. 9 da Declaração da Sagrada Congregação).

A masturbação é pecado mortal: “O homem, portanto, peca gravemente, não só quando as suas ações procedem do desprezo direto do amor de Deus e do próximo, mas também quando ele, consciente e livremente, faz a escolha de um objeto gravemente desordenado, seja qual for o motivo dessa sua eleição. Nessa escolha... está incluído pelo mandamento divino: o homem aparta-se de Deus e perde a caridade” (Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé, Declaração sobre alguns pontos da ética sexual, 10). Basta uma masturbação para abrir as portas do inferno.

Francisco Sequeira escreve: “Os rapazes deparam, sobretudo, com os problemas da masturbação. Não é que as moças não o possam ter, e por isso, valem para elas, com as devidas adaptações, as ponderações que se façam aos rapazes.

O hábito da masturbação pode surgir antes da puberdade, mas torna-se mais frequente e mais difícil de combater a partir desta fase, em consequência dos apelos do corpo causados pelas mudanças hormonais que nele ocorrem, tanto nas glândulas sexuais como nas demais glândulas de secreção interna produtoras de hormônios(Notadamente a hipófise, alojada no cérebro, que é a que verdadeiramente comanda as demais glândulas endócrinas).

O pai deve abordar a questão com os filhos homens, e a conversa não será nenhum sofrimento se o pai, sem nenhum clima de suspeita, mas de aberta confiança, souber mostrar que apenas pretende prevenir o filho.
— Olhe, meu filho, Deus nos deu o órgão viril para que o homem se una no devido tempo àquela que tiver escolhido como esposa e gere filhos com ela. O casamento é uma coisa santa, a tal ponto que Deus fez dele um dos sete sacramentos, como você sabe. Da família depende o bem do homem e da mulher, o bem dos filhos e, em grande parte, o bem de toda a sociedade, isto é, de todas as instituições humanas. Ora um bem tão grande exige uma preparação que não se consegue apenas fazendo um curso de noivos três semanas antes. É uma preparação que reclama o amadurecimento da pessoa — físico, do caráter e espiritual —, e esse amadurecimento é lento e exige anos.

Quando você cultiva o sentido de responsabilidade nos estudos e no aproveitamento do tempo, quando vive a lealdade e o respeito à palavra, quando é generoso, está preparando-se para o casamento. Quando procura cumprir os seus deveres de cristão e chegar à amizade pessoal com Deus, está preparando-se para o casamento.

Ora, o mesmo acontece — nem mais, nem menos — com o aspecto sexual. Aqui também a preparação vem de longe, e por isso o sexo desperta muito antes que chegue o momento de casar. Você terá com frequência excitações sexuais, às vezes aborrecidas e implicantes. Isso é normal e não deve assustá-lo. O que você deve pensar é que é uma oportunidade que tem de aprender a dominar-se. É nisso que consiste a preparação sexual para o casamento. Não é simplesmente abster-se, é conservar todas as suas energias vitais para aquela que ainda não sabe quem é, mas que, se escolher bem, está já fazendo o mesmo para se entregar por inteiro a você, sem lhe reservar uns meros restos.

As coisas que valem a pena exigem treino e custam sacrifícios. Também lhe custa sacrifício estudar quando não tem vontade, treinar-se no basquete regularmente, mesmo quando está mal disposto, ou assumir valentemente a culpa de uma coisa errada que fez. Mas com esses sacrifícios você vai-se preparando para ser um bom profissional, um ótimo esportista e um homem com sentido de responsabilidade. Pois bem, não custa nem mais nem menos do que isso dominar o impulso sexual. É um treino formidável. Repare só em que consiste:

— Ter o tempo todo ocupado: não faltar às aulas, ter um horário mínimo de estudo diário, fazer um curso de línguas ou de violão etc.;

— Ter o tempo livre bem planejado: leitura — pedindo conselho antes —, esporte, passeios e excursões, programas de valorização cultural;

— Intensidade e seriedade em tudo o que faz: esforço de concentração mental e diligência no estudo, nos encargos materiais em casa, nas leituras. Não os ‘papos furados’ com os amigos sentados em cima do muro para ver a banda passar;

— O convívio com colegas e amigos que abram horizontes de entusiasmo pelo estudo e pela cultura, que sejam exemplo de virtudes humanas — delicadeza, sinceridade, força de vontade, ordem, companheirismo – e de virtude cristãs: limpeza de alma, rezar sem beatices, conhecer a vida de Cristo, frequentar os sacramentos, ação a serviço dos outros.

Não é verdade que a masturbação produza doenças físicas ou mentais. Esses perigos não são reais na quase totalidade dos casos. O maior estrago que a masturbação pode causar, é você se habituar a isso e depois ser incapaz de livrar-se. É daí que resultam esses jovens de pele murcha e ‘olhar de peixe morto’, que você já deve conhecer e que acabam sendo uns egoístas incapazes de amar de verdade”.

Meios para levar uma vida casta: 

“Na linha destes convites instantes, os fiéis, também hoje, e mesmo mais do que nunca, devem empregar os meios que a Igreja sempre recomendou para levar uma vida casta: a disciplina dos sentidos e da mente, a vigilância e a prudência para evitar as ocasiões de quedas, a guarda do pudor, a moderação nas diversões, as ocupações sãs, o recurso frequente à oração e aos sacramentos da penitência e da eucaristia. Os jovens, sobretudo, devem ter o cuidado de fomentar a sua devoção à Imaculada Mãe de Deus e propor-se como modelo a vida dos santos e daqueles outros fiéis cristãos, particularmente dos jovens, que se distinguiram na prática da virtude da castidade. Importa, em particular, que todos tenham um conceito elevado da virtude da castidade, da sua beleza e da sua força de irradiação. É uma virtude que enobrece o ser humano e que capacita para um amor verdadeiro, desinteressado, generoso e respeitoso para com os outros” 

(Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé, Declaração sobre alguns pontos da ética sexual, 12).
Pe. Divino Antônio Lopes FP.
Anápolis, 26 de abril de 2008.

R@DIO BEATITUDES

Total de visualizações de página